segurança

segurança

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Governo e MST dão a largada à 2ª fase da Jornada de Alfabetização ‘Sim, eu posso!’


Muito entusiasmo, músicas e gritos de guerra. Foi dessa forma que o Governo do Maranhão e brigadistas do Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras Sem Terra (MST) deram largada à 2ª fase do Projeto Jornada de Alfabetização ‘Sim, Eu Posso!’ – Círculo de Cultura, na tarde desta segunda-feira (5). Desta vez, o projeto será levado a 15 municípios maranhenses, que integram o Plano de Ações ‘Mais IDH’.

A partir de hoje, os brigadistas chegarão aos 15 municípios que receberão o ‘Sim, eu posso!’ para percorrer comunidades, povoados e assentamentos e mobilizar jovens, adultos e idosos a participarem do Programa. O ‘Sim, eu posso!’ é um método inovador de ensino, concebido pelo Instituto Pedagógico Latino-Americano e Caribenho de Cuba (Iplac) e aliado aos círculos de cultura da pedagogia de Paulo Freire, que alfabetiza em tempo recorde de oito meses, pessoas com idade igual ou superior a 15 anos.

“Estamos iniciando hoje a segunda etapa de alfabetização do ‘Sim, eu posso!’, com a partida dos brigadistas para os municípios, para mobilizar a formação das turmas. Nesta etapa a meta é alfabetizar 20 mil pessoas, em 15 municípios do Maranhão, e ao mesmo tempo criar em alguns desses municípios, pela primeira vez em nosso estado, uma zona livre de analfabetismo”, destacou o secretário de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves. 

Nesta 2ª fase da Jornada, a meta é alfabetizar 20.075 pessoas, nos municípios de  Jenipapo dos Vieiras, Itaipava do Grajaú, Aldeias Altas, Água Doce do Maranhão, Governador Newton Bello, Santana do Maranhão, São João do Carú, São Raimundo do Doca Bezerra, Lagoa Grande do Maranhão, São Roberto, Afonso Cunha, Marajá do Sena, Santa Filomena do Maranhão, Milagres do Maranhão e Belágua.

Gabriela Melo atuou na jornada no ano passado, em Aldeias Altas, município que contava com um alto índice de analfabetismo em seu território, totalizando 5.771 pessoas que não sabiam ler e escrever. Deste total, 1.918 pessoas foram alfabetizadas pelo ‘Sim, eu posso!’, reduzindo em 35% o analfabetismo no município. Nesta nova fase da jornada, Gabriela atuará novamente na execução do programa em Aldeias Altas e conta empolgada o que é trabalhar com o ‘Sim, eu posso!’. “Às vezes, não conseguimos nem ter a dimensão de tamanha tarefa, mas é muito gratificante poder contribuir com o Estado, contribuir com o povo, já nos sentimos parte da cidade de Aldeias Altas e imaginar a possibilidade de ‘Aldeias’ ser um dos primeiros municípios do Maranhão a erradicar o analfabetismo nos deixa muito feliz”, afirmou.

“O estado do Maranhão está de parabéns pela realização dessa jornada de alfabetização em parceria com o MST. No Ceará conseguimos fazer a primeira experiência massiva da ação que foi um grande sucesso. E agora estamos aqui contribuindo com essa construção tão linda no Maranhão, que está entre os primeiros estados em analfabetismo no Brasil. Somamos a essa iniciativa e queremos reconhecer o apoio do governador Flávio Dino com uma ação tão importante para a população do Estado, que é de alfabetizar as pessoas e garantir o acesso ao código de leitura e escrita eu é algo tão elementar, mas no nosso país ainda temos 13,4 milhões de pessoas que ainda não sabem ler e escrever. Aqui estamos vendo avançar a cada ano essa ação”, disse Maria de Jesus dos Santos, representante do coletivo nacional de educação do MST. 

A secretária-adjunta de Ensino da Secretaria de Estado da Educação, Nádya Dutra, ressalta que a meta do Governo do Estado é levar condições para que esses municípios possam se constituir como zonas livres do analfabetismo. “Este ano, o ‘Sim, eu posso!’ chega com uma meta ousada, mas condizente com o empenho e a visão do nosso governador, em relação a um direito tão importante, que o direito à educação, nesse caso focada na leitura, na escrita e na aprendizagem, nesse início no mundo das letras. É ousada mas as secretarias estão focadas para que alcancemos a meta e seja mais uma fase exitosa, como a do ano passado”, enfatizou.

Nenhum comentário: