Publicidade

Publicidade

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Luto: Morre Beatriz Pontes, esposa do ex-Deputado Antonio Pontes de Aguiar e Mãe do Deputado Levi Pontes

Adicionar legenda
Faleceu no final da tarde de hoje a senhora Beatriz Pontes, que era esposa do ex-deputado Pontes de Aguiar e mãe do atual Deputado Estadual Levi Pontes (PC DO B). Dona Beatriz que tinha 87 anos e enfrentava problemas saúde, morreu em sua residência em São Luís.


O velório deve acontecer em Chapadinha. Em instantes mais informações. 

Belezinha e a Coerência da Lacraia


Muito se tem falado a respeito da provável união entre os grupos de oposição ao governo Belezinha com foco principal na incoerência da aproximação de velhos adversários, na especulação sobre o poder eleitoral e prognósticos com e sem unidade da oposição e na falta de programas e de propostas.

Com relação ao programa, os atores políticos – não só da oposição – precisam entender que no caminho rumo à prefeitura, os projetos e propostas são muito mais que formalidades ou peças de propaganda, são as idéias os primeiros passos que não podem ser subestimados.  A sociedade espera propostas realistas.   

Sobre a força eleitoral da oposição, nem é preciso entender de estratégia ou marketing para sacar que unir é melhor que separar. Por outro ângulo, não vejo a união de todos contra Belezinha como única possibilidade de derrotar a atual prefeita. Chapadinha tem tradição de polarização entre duas candidaturas e quem insistir em aventuras isoladas ou o faz pra marcar posição ou assume o risco de um grande fracasso. Anotem: podemos ter vários candidatos, mas apenas dois concorrerão pra valer. 

As Contradições  
Aliados diretos, indiretos ou pretensos futuros aderentes à “Arca da Muié” criticam a tendência de união de antigos concorrentes como se isso fosse alguma novidade na política e como se o grupo de Belezinha não tivesse – na administração e na política – dezenas de ex-integrantes dos governos Isaías, Magno e Danúbia em posição de destaque.


Do advogado que tentou cassar o mandato de Belezinha e depois recuou mediante nomeação à ex-secretária de educação de Danúbia que denunciou a dona da Júnior Construções por crime eleitoral, o que culminou com a prisão da então empresária pela Polícia Federal (no pleito de 2010), passando pelo dono de Rádio que a insultou por telefone em 2012 e a criticava todos os dias de 2013 e 2014, Belezinha foi acolhendo ex-desafetos e, se seu governo é um bicho que tem a cabeça dela e o tronco do Aluísio mas, como lacraia interesseira, caminha com centenas de pernas que já carregaram Magno e Isaías. 

E os incoerentes são sempre os outros.   

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Em acusação enviada à Justiça MP pede até 29 anos de cadeia para Roseana


O Ministério Público do Maranhão enviou para a Justiça (7ª Vara Criminal – juiz Fernando Luiz Mendes Cuz) acusação contra Roseana Sarney e Ricardo Murad, e outras 15 pessoas, dentre funcionários públicos e empreiteiros, por praticarem diversos crimes com a finalidade de enriquecimento às custas das verbas da saúde pública, bem como para financiar as campanhas eleitorais da ex-governadora e do ex-secretário nas eleições de 2010.
O promotor Lindonjonson Gonçalves de Sousa acusa a montagem de uma verdadeira associação criminosa para dilapidar recursos  públicos a partir do programa Saúde é Vida e a construção de 64 unidades hospitalares de baixa complexidade, de 20 leitos, em vários municípios do estado, que consumiu entre 2009 e 2010, cerca de R$ 151 milhões.
Somados os crimes de fraude à licitação, dispensa ilegal de licitação, favorecimento em dispensa ilegal de licitação, admissão irregular de licitante, contratos superfaturados, peculato e associação criminosa, listados pelo Ministério Público, Roseana e Ricardo podem pegar até 29 anos de prisão.
Roseana seria uma espécie de sócia oculta do esquema montado pelo ex-secretário para desviar recursos das construções dos 64 hospitais. Segundo Lindonjonson Gonçalves de Souza,  o ex-secretário Murad e seus substitutos e sucessores reportavam-se diretamente a ex-governadora, ocasionando solidariedade entre os gestores, na mesma decisão administrativa, com atos diversos, mas finalidades, objetivos e benefícios comuns.
O MP ainda ressalta que as transações e transferências de recursos para empresas contratadas sem licitação, no montante de R$ 57 milhões, serviram para abastecer sua campanha eleitoral e seu partido, o PMDB, em 2010, na quantia de R$ 1.950.000,00, para ser exato.
Além disso, explica o Ministério Público na acusação enviada à Justiça, que “o Secretário de Saúde, sr. Ricardo Murad era seu colaborador, do mesmo modo que os demais servidores públicos eram auxiliares deste, tendo encabeçado, na condição do cargo que ocupava, os atos de divulgação das obras, inaugurações e ampla campanha publicitária pré-eleitoral, pondo os negócios dos hospitais em grande quantidade, como atos administrativos de seu governo, assim todos praticavam atos administrativos em seu nome”. Continue lendo (aqui

terça-feira, 26 de abril de 2016

Restaurante Popular: Deputado Levi Pontes Confirma Inauguração Para o Dia 7


O deputado Levi Pontes / PC do B confirmou a inauguração do Restaurante Popular de Chapadinha para o próximo dia 7 de maio. O parlamentar comemora o que considerou como sua primeira reivindicação atendida pelo governo do Estado. “Entrando em funcionamento teremos no Restaurante Popular a primeira de uma série de benefícios para Chapadinha e para a região do Baixo Parnaíba vindos do governo que tenho a honra de ser líder na Assembleia”, disse o parlamentar.
Restaurante Popular: Alimentação Saudável e Nutritiva
O Restaurante Popular vai garantir alimentação saudável e nutritiva a baixo custo, apenas R$ 2 por refeição.  Gerenciado pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social (Sedes) o Restaurante Popular tem capacidade para oferecer, por dia, 1.000 refeições no almoço e uma estimativa de 550 no jantar.
O Restaurante Popular de Chapadinha vai funcionar na Avenida Ataliba Vieira de Almeida, perto do Posto Alvorada 1, local de fácil acesso e grande movimentação de pessoas.
Segundo o governador Flávio Dino, além de trazer benefício direto à população no combate à fome, os espaços fomentam o desenvolvimento agrícola, a partir da aquisição de produtos da agricultura familiar.

Governador Flávio Dino no Restaurante Popular
Levi ressaltou o alcance social e a geração de mercado para os produtores rurais da região. “Além ajudar no combate à fome e da garantia da segurança alimentar, existe a recomendação do governador Flávio Dino para que se comprem alimentos produzidos pela agricultura familiar, gerando empregos diretos e renda em Chapadinha”, afirmou Levi Pontes.

“No próximo dia 7 quero agradecer publicamente ao governador Flávio Dino o Restaurante que será a primeira de muitas coisas boas para Chapadinha”, finalizou o deputado Levi. 

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Isaías e Magno Conversam e Unidade da Oposição Fica Mais Próxima


Confrontada com a análise de que eventuais divisões só beneficiam a prefeita Belezinha e com o cuidado de quem pisa em ovos, a oposição de Chapadinha avança nas conversas e volta a dar esperança a quem defende candidatura única.

A semana passada foi marcada por diálogos e aparamento de arestas. Magno e Isaías conversaram e já falam em candidatura de consenso. Os deputados Levi Pontes (PC do B) e Paulo Neto (PSDC), procurados pelos dois líderes, manifestaram disposição para ajudar na busca de uma candidatura de unidade apoiando o nome que congregar a todos.

Uma reunião com a presença de todas as lideranças e partidos do campo da oposição municipal será convocada para a próxima semana em data a ser confirmada.

Por mais obstáculos que aparente ter, a união de toda a oposição chapadinhense cada dia é mais provável porque ninguém quer ficar pra história como tendo beneficiado a prefeita Belezinha a se manter no poder.     

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Flávio Dino Premia Policiais por Apreensão de Armas de Fogo


O governador Flávio Dino realizará, na tarde desta quarta-feira (20), a premiação de policiais por apreensão de armas de fogo. Na solenidade, a ser realizada no Salão de Atos do Palácio dos Leões, serão premiados policiais militares e civis do Maranhão, conforme cada arma de fogo apreendida, que rendem ganhos extras a esses agentes de Segurança Pública.

A premiação foi instituída por Medida Provisória assinada pelo governador Flávio Dino em março de 2016. A iniciativa estimula a polícia maranhense ao combate à criminalidade, sobretudo, no quesito desarmamento, já que, segundo dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSPMA) as armas de fogo representam 76,5% dos meios utilizados em homicídios na região metropolitana em 2015.



Cada arma de fogo apreendida rende ganho extra ao policial. Desde que seja executada em flagrante e a arma, encaminhada à autoridade policial ou judicial devida. O valor por apreensão varia entre de R$ 300 a R$ 1.500, levando em consideração o potencial lesivo da arma e as circunstâncias em que ela foi apreendida. Os policiais que mais aprenderem armas de fogo ao longo do ano, terão direito a uma premiação anual no valor de R$ 20 mil.

Belezinha Tenta Evitar Assistência e Pensão ao Garoto Daniel, Mas TJ-MA Mantém Decisão

Caso de Repercussão Estadual / Blog do Minard

No dia 1º de março noticiamos que o município de Chapadinha foi condenado, pela comarca local, a arcar com o tratamento especializado, disponibilizar professora exclusiva para acompanhar o garoto de Daniel Bastos (que teve sérias complicações após ter sido atendido em posto de saúde da rede pública de Chapadinha) e ao pagamento de R$ 1.760,00 mensais até o encerramento do processo. Após a decisão muita gente perguntou se a prefeita recorreria da decisão e não deu outra: Belezinha entrou com um recurso junto ao Tribunal de Justiça buscando dispensar a prefeitura de arcar com o tratamento e evitar o pagamento da pensão à criança.   

Decisão do TJMA Contra o Pedido de Suspensão da Pensão ao Menina Daniel

Segundo informou o advogado Lourival Soares, que representa a família de Daniel Bastos, o Tribunal de Justiça manteve a decisão de primeiro grau e negou o pedido de Belezinha para suspender a assistência e o pagamento dos dois salários mínimos ao menor.  

Por meio de agravo de instrumento, com pedido de atribuição de efeito suspensivo, o Município de Chapadinha tentou evitar o pagamento da ajuda de custo. Ao analisar o pedido o desembargador Lourival Serejo negou o pedido de Belezinha e manteve a obrigação do município de Chapadinha pagar R$ 1.760,00 por mês à família de Daniel.

Ouvido pelo blog o advogado Lourival Soares disse que a criança necessita do pagamento e pois vai precisar fazer uma cirurgia ainda essa semana. “A criança precisa de receber este valor por ser de família carente e não ter como arcar com tais despesas neste momento”, disse o advogado. “Não sei se o município ainda vai recorrer para evitar o pagamento, mas estou preparado, vou até o STJ se preciso for e tenho certeza que a decisão em favor da família da criança vai ser mantida”, finalizou Lourival Soares. 

sábado, 16 de abril de 2016

Levi Pontes Elogia Eleição de Roberto Veloso para Presidir a Associação de Juízes Federais


O deputado Levi Pontes (PCdoB) destacou, na sessão desta quinta-feira (14), a eleição do juiz Roberto Veloso para presidir a Associação de Juízes Federais (Ajufe), nesta semana. Outros parlamentares fizeram apartes para enaltecer a escolha de Veloso, que ficará à frente da entidade no biênio 2016/2018.
De acordo com Levi, a chapa encabeçada pelo juiz Roberto Veloso, “Avançar Sempre”, recebeu 1.149 votos contra 29 de associados que votaram em branco, sendo escolhido quase por unanimidade. O deputado citou trecho da mensagem do novo presidente, que prometeu dedicação para conduzir a Ajufe para torná-la cada vez mais reconhecida e respeitada.
“Iremos trabalhar e nos dedicar muito para que os juízes tenham a garantia de um tratamento respeitoso. É uma tarefa grande, por isso contamos com a união de todos os associados nessa busca”, disse Veloso, que também destacou o ambiente de união vivenciado pela Ajufe nos últimos anos, o que acabou resultando numa candidatura única, fato que não acontecia há 20 anos.
Levi Pontes contou que Roberto Veloso já tinha sido presidente da Associação dos Juízes Federais da 1ª Região e que ele graduou-se em Direito pela Universidade Federal do Piauí em 1987 e é possuidor de mestrado e de doutorado em Direito pela Universidade Federal do Pernambuco.
Além disso, ele atuou como professor adjunto da Universidade Federal do Maranhão e como professor doutor do Uniceuma; foi titular da Vara Ambiental e Agrária no Maranhão, ocupou cargo de diretor para assuntos de magistraturas da Associação dos Juízes Federais da 1ª Região e é membro da Comissão de Juristas encarregada de elaborar o novo Código Eleitoral. Antes da magistratura federal, Roberto Veloso atuou como promotor de Justiça do Maranhão e juiz dos tribunais regionais e eleitorais do Piauí e do Maranhão.
Fizeram apartes para enaltecer o discurso de Levi Pontes, os deputados Fábio Braga (PTB) e Stênio Resende (PMB).
Ao finalizar, Levi Pontes disse: “Falo de coração do meu orgulho por ter um juiz da extrema competência que o Dr. Roberto Veloso, que sempre procurou galgar degraus na magistratura por conta da meritocracia, por conta da sua idoneidade moral, da sua probidade, da sua justiça e de seu espírito conciliador e honrado desse grande professor universitário e desse grande juiz. Parabéns ao doutor Roberto Veloso, que eu sei o prazer que a família dele tem como pai, como esposo, como filho”.
Agência Assembléia 

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Retrato de Luta, Sangue e Coração


Circula na Internet uma foto com um pequeno grupo de pessoas se manifestando – na Praça Coronel Luis Vieira – em favor da Dilma, contra a ruptura da ordem democrática e em favor das regras da constituição. No rastro da manipulação que tomou conta de muitos e do aproveitamento disso por notórios extremistas de direita, a imagem, vista com os olhos do agora, virou chacota e motivo do meu mais profundo lamento por não aparecer entre as pessoas nela registradas.

Gostaria de estar naquela foto porque ela é um resumo desconcertante da pequenez moral dos que se utilizaram do petismo e que hoje lhes viram as costas e representa, por isso, parte dos erros do PT e da esquerda, mas acima de tudo simboliza a honradez dos militantes que restam e fala por tantas outras coisas mais engasgadas na garganta de quem não vai parar de lutar ou mudar de lado independente do sucesso ou fracasso do golpe em curso.

Embora ausente fisicamente, vou mandar revelar essa fotografia e guardar em alguma gaveta do tempo, até que por busca ou por acaso vou reencontrá-la revista pelo crivo da história a lembrar desta e tantas causas de que tomei parte com sangue vermelho pulsando nas veias e o coração batendo forte do lado esquerdo do peito.   

Belezinha Cala Sobre Prisão do Dono e Mantém Qualis no Comando do Seletivo


Sem dar uma palavra sobre o fato do organizador do seletivo ter sido preso com veículo produto de roubo e apesar da reação da Câmara contrária à empresa, a prefeitura de Chapadinha mantém a Qualis e o senhor Jomar de Jesus no comando da escolha dos futuros Agentes Comunitários de Saúde de Chapadinha.

Dia 10: Troca de Imagens de Provas Via Celular  

É lógico que qualquer gestor desinteressado com relação a aprovação facilitada deste ou daquele candidato e que não tivesse compromissos escusos com a empresa e seu proprietário suspenderia de imediato o seletivo e buscaria uma instituição com idoneidade comprovada. Mas ao avalizar o trabalho de Jomar de Jesus, Belezinha aumenta a suspeita de que o homem preso na BR 135 esteja apenas emprestando seu “bom” a ela.

Com a lista de aprovados circulando em redes sociais e até registradas em cartório – por iniciativa de vereadores –, uso comprovado de celular com direito a troca de fotos com respostas na hora das provas e o histórico do dono da empresa, Belezinha assume total responsabilidade pelo que possa acontecer. A menos que jogue a culpa no governador Flávio Dino como virou hábito ou na Dilma porque nestes dias isso tá mais fácil

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Governo Belezinha Culpa Flávio Dino Por Escola Municipal de Taipa


Em resposta à matéria sobre a escola da taipa que publicamos ontem o coordenador das Escolas da Zona Rural da Secretaria Municipal de Educação, Paulo Coêlho, informou que a escola mostrada pela reportagem exibida, em nível estadual, pela TV Record, se chama Elizabete Sandoval, fica localizada no povoado Campestre e que a prefeitura culpa o governo do estado pelo problema.

Escola de Taipa em Frente a Abandonada 

“Com referência a U. E. Elizabete Sandoval localizada no povoado Campestre tenho a dizer que houve atraso na reforma devido a mesma ter sido incluída no Programa Escola Digna do Governo do Estado e não ter sido concretizado o Programa, portanto, o Governo municipal está efetuando a reforma da mesma, e o atraso se deve ao não cumprimento pelo Governo do Estado”, declarou o coordenador da SEMED.

Interior da Escola Elizabete Sandoval

Ao estranhar informação de reforma em escola de taipa, o blog teve acesso a informações e fotos que mostram uma escola de alvenaria, abandonada pela prefeitura, em frente à de taipa. Ou seja, a prefeitura deixa uma escola em situação precária por anos, coloca as crianças num barraco de taipa e palha e quer culpar o governado estadual pelo descaso. 

Idealizador da Ficha Limpa diz que impeachment não deveria ser cogitado


Idealizador da Lei da Ficha Limpa, que só nas eleições de 2014 impugnou 500 candidaturas no país, o juiz maranhense (mesmo tendo nascido no Tocantins) Márlon Reis considera incabível o impeachment da presidente Dilma Rousseff. O magistrado argumenta que um pedido baseado em falhas administrativas, a despeito da sua gravidade, não justifica a perda do mandato.
Para o juiz, a melhor solução é o julgamento da chapa de Dilma e Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral, não importando o resultado.
À Folha, o magistrado diz ainda concordar com a atuação do juiz Sérgio Moro na condução da Operação Lava Jato e elogia o instrumento da delação premiada.
No atual cenário, cabe o impeachment da presidente Dilma Rousseff?
Eu vejo dois graves problemas. Do ponto de vista constitucional, não há cabimento para o pedido, porque se baseia numa falha administrativa, que apesar de considerável, jamais poderia autorizar a destituição da titular do mais alto cargo da estrutura da República. Não há fundamentos para que possa ser sequer cogitado.
Na perspectiva política, há evidentemente a intenção de, através do impeachment, dar resposta à crise política retirando do poder apenas a presidente, quando na verdade a Presidência foi conquistada por um grupo político, uma chapa do PT e PMDB.
Não é possível acreditar que se resolverá o problema político cindindo uma relação que é unitária e indissolúvel.
As ações em andamento no TSE contra Dilma e Temer têm guarida jurídica?
O Brasil inaugurou um tempo em que a Justiça passou a ser cobrada em relação ao comportamento dos candidatos em campanha. Foi um trabalho histórico da sociedade.
São conquistas como o movimento contra a compra de votos no final da década de 90 e mais recentemente a Lei da Ficha Limpa. A sociedade reconhece e legitima os tribunais eleitorais, para que eles decidam sobre os temas relacionados à maneira como os candidatos se comportam nas campanhas eleitorais e que eventualmente desrespeitaram alguma norma.
Por isso, o TSE tem legitimidade para decidir com relação à candidatura da presidente, dos atos que a campanha dela possa ter praticado.
O TSE seria o caminho para um eventual impeachment?
Quando eu afirmo que o impeachment é incabível tanto constitucional quando politicamente, eu digo que o TSE deverá se pronunciar sobre as alegações graves que pairam sobre como a maneira como a chapa Dilma-Temer saiu vitoriosa. Elas são da mais alta gravidade, do possível uso de recursos indevidos na campanha. Se isso ocorreu, competirá ao TSE decidir. O que quero dizer é que o TSE tem toda a legitimidade institucional para tomar uma decisão, que deverá ser respeitada, qualquer que seja ela.
Como o senhor avalia as medidas do Ministério Público Federal de combate à corrupção?
Vi com muita simpatia. É possível questionar, ainda mais quando se apresenta um grande número de medidas, mas a iniciativa é excelente porque pauta o assunto das mudanças das normas sobre corrupção. O Brasil, quando toca nesse assunto, é incapaz de andar porque o Congresso não dá o menor respaldo para os projetos de lei em andamento sobre o tema. Então, o Ministério Público Federal acertou porque pode pautar o assunto.
O senhor vê no cenário atual efeitos da Lei da Ficha Limpa?
A lei tem efeitos na política atual, como o de barrar os casos mais grosseiros, escandalosos, de pessoas envolvidas com práticas ilícitas. A prova é que alguns candidatos que concorreram nas eleições passadas e foram barrados na Ficha Limpa já estão agora comprometidos em ações penais, alguns até foram presos.
Isso terá uma grande incidência nas eleições de 2016, porque a maior clientela da Lei da Ficha Limpa está entre os candidatos a prefeito.
Quantas candidaturas foram até hoje impugnadas pela lei?
Eu conduzi pesquisas até 2009. Até então, eram 675 cassados, cerca de 500 só entre prefeitos e vice, mais de uma centena de vereadores, foram cinco governadores, alguns senadores, deputados estaduais e federais.
O que o senhor pensa sobre a delação premiada?
É um instrumento moderno que tem permitido chegar a informações que jamais seriam alcançadas sem isso. Há muita falta de dados sobre ela, que por si só nada representa. O réu se dispõe a apresentar provas, expandindo a investigação, e ela só é válida se essas provas forem encontradas.
Há uma ‘mitificação’ do juiz Sérgio Moro?
A sociedade é sedenta por líderes. As pesquisas mostram que o maior problema percebido pelos brasileiros é a corrupção. Então aparece um juiz que toma decisões baseadas na sua convicção pessoal, e a demanda que ele preside gera essa vontade de identificá-lo como apto a solucionar a corrupção. Eu acredito que ele não buscou tamanha visibilidade. Ele tem feito o seu trabalho com muita prudência.
De forma geral, o que mais precisa ser aperfeiçoado para se combater a corrupção no Brasil?
Insisto na necessidade da reforma política. Nós não fizemos reforma política alguma. No passado, votou-se um arremedo mais uma vez, com mudanças até importantes, como a proibição de doações empresariais.
Também teremos mais instrumentos de transparência. Pela primeira vez teremos a fixação de limites para gastos de campanha. Precisamos mudar muito a maneira como votamos, especialmente na composição das casas parlamentares. Elas fulanizam o debate político, e isso pode ser mudado com o redesenho da estrutura das eleições brasileiras.
Quais seriam os três itens mais urgentes da reforma política?
Nós propomos que por exemplo que nas eleições parlamentares, o voto dado ao partido seja separado do voto dado ao candidato. Hoje o eleitor vê apenas o candidato, não sabe que bancada ele comporá, que ideias ele defenderá, sequer sabe se o seu candidato será de oposição ou de situação.
Se trata de uma proposta que defendemos de eleições parlamentares em dois turnos, aproveitando os dois turnos que já existem para o Executivo, em regra.
Votar primeiro no partido e compor uma bancada partidária, para só depois voltar às urnas e dizer qual candidato preencherá cada uma das vagas. Isso é uma medida simples e extremamente pedagógica.
Além disso, a necessidade de uma participação mais efetiva da mulher na política, que não se dá no modelo atual. A mulher precisa ser integrada no Parlamento não por uma questão de favor ou de benemerência, mas porque se trata de uma parcela da população que está gravemente subrepresentada.

O terceiro item é uma redução ainda mais drástica e um aumento da transparência nas contas das campanhas. Elas precisam ser baratas, a eleição não pode ser uma disputa financeira.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

TV Record Mostra Escolas de Taipa e Fome por Falta de Merenda em Chapadinha

Local Onde Funciona Escola do Caldeirão

Graças ao trabalho dos comunicadores Marquinhos do Oh e Lidelvanny Reis o Maranhão está vendo o que a prefeita Belezinha tenta esconder dos chapadinhenses depois de colocar todas as emissoras de rádio e tv locais no bolso.

Com matérias que denunciam alunos da rede municipal passando fome por falta de merenda, escolas de taipa, estrada precárias e ruas esburacadas Marquinhos e Lidelvanny vêm tirando o sono da prefeita e já começam a receber retaliações e ataques dos militantes contratados das redes sociais e da própria Belezinha que teria mandado mensagens iradas – via whatsapp – a um dos repórteres.  


Na última reportagem a dupla mostrou o contraste entre a propaganda que diz que a educação pública vai às mil maravilhas e a realidade de escolas de taipa e fome por falta de merenda, arrancando pesadas críticas do apresentador Ailton Nunes, do programa Balanço Geral, da TV Rercord de São Luís. (vídeo abaixo) 

Este blog procurou o professor Paulo Coêlho, coordenador da SEMED, para comentar o assunto, mas ele informou viagem à Zona Rural na tarde de hoje e prometeu se pronunciar amanhã.


Por produzir informação independente, fiel aos fatos e remar contra a maré do controle total da mídia Marquinhos e Lidelvanny serão perseguidos, mas à medida em que em que o resto do Maranhão for enxergando o que se passa em Chapadinha eles sentirão mais e mais o quanto é gratificante ser livre.  

  

terça-feira, 12 de abril de 2016

Seletivo: Dono da Qualis Foi Preso com Carro Roubado, Documentos Falsos e Responde Processo em Itapecuru

Jomar Preso Pela Polícia Rodoviária Federal

Não bastasse a demonstração total da falta de organização e de competência para realizar o Seletivo o blog teve a informação de que o representante da empresa Qualis foi preso pela Polícia Rodoviária Federal de posse de um veículo roubado e de documentos falsos. 

A prisão do dono da Qualis foi noticiada pelo Jornal O Estado do Maranhão no dia 12 de setembro de 2014. “A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu hoje, por volta das 9h, na BR-135, Jomar de Jesus Araújo Santos dirigindo uma Toyota Hilux com registro de roubo. O suspeito foi interceptado quando trafegava no KM-85 da rodovia, em Itapecuru-Mirim”, disse a matéria assinada pelo jornalista Daniel Matos, do Sistema Mirante.  

Jomar Acusando Candidatos de Baderneiros e Preso Com Carro Roubado 


“Abordado, Jomar demonstrou nervosismo, o que gerou desconfiança nos patrulheiros. Ao consultar os dados da Hilux, de placa NTD-1062, procedente da Nahia, os policiais constataram que a caminhonete havia sido roubada em 8 de junho do ano passado, no município de Itaueira, no Piauí. Ao verificarem a documentação do veículo, os PRFs também descobriram que a mesma era falsa”, completa a reportagem.

Hilux Apreendida com Jomar e Imagem do Processo 

Ainda de acordo com a reportagem, pressionado, Jomar revelou que havia comprado a Hilux em São Luís por R$ 40 mil. Diante dos fatos, ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Itapecuru-Mirim. Após apreendido o carro foi devolvido ao proprietário Jozelton do Vale Silva que mora no estado do Piauí.

A ação penal contra Jomar de Jesus (Nº 22592014) tramita na comarca de Itapecuru-Mirim enquanto ele realiza um certame desorganizado e acrescenta o processo criminal que responde às inúmeras desconfianças quanto a idoneidade do seletivo.

Frente Brasil Popular Promove Manifestação Contra o Golpe em Chapadinha


Os Movimentos Sociais de Chapadinha, organizados na Frente Brasil Popular, vem por meio deste, convidar o povo em geral para participar de uma GRANDE MANIFESTAÇÃO CONTRA O GOLPE, que quer derrubar o mandato legítimo da Presidenta Dilma Rousseff, barrar as investigações da Operação Lava Jato, enfraquecer a democracia e acabar com os Programas e conquistas Sociais.

Parte do Congresso Nacional, da Mídia e do Judiciário estão comprometidos com o projeto das elites em enfraquecer o governo e a candidatura do ex-presidente Lula (que representa a classe trabalhadora e avanços para as classes inferiores).


Nosso Ato Público acontecerá na Praça Coronel Luís Vieira (Praça da Igreja Matriz), no dia 14 de abril (quinta-feira), a partir das 8 horas. Traga seu carro, sua moto, bicicleta, a pé e vamos mostrar para a elite que o projeto do povo é maior do que qualquer ameaça conservadora e golpista! Vai ter luta, não vai ter golpe! A Frente Brasil Popular de Chapadinha (MA) agradece a sua adesão na luta em defesa da Democracia.

Seletivo: Prefeitura Insiste com a Qualis e Marca Prova dia 17

Blog Labareda

Mesmo depois da comprovada falta de preparo da empresa Qualis, em organizar o seletivo para ACS, onde a falta de carteiras e a falta das provas no horário determinado, são erros compreensíveis se compararmos a grave denúncia "comprovada" de participantes com celulares em sala de aula e vazamento de questões em redes sociais "Facebook e Whatzap".

Mesmo com todos esses problemas a prefeita Ducilene Belezinha, mantém a empresa a frente do seletivo e agora os candidatos mais uma vez vão arriscar a sorte no próximo domingo dia (17).

Nos resta agora torcermos para que desta vez aconteça tudo bem e que as 35 vagas oferecidas para ACS, sejam ocupadas por aqueles que realmente merecem. 

Novo local das provas
Os candidatos que estavam inscritos para a escola Tancredo Neves, foram direcionados para o CAIC.

domingo, 10 de abril de 2016

Belezinha Anuncia Cancelamento do Seletivo


Visivelmente constrangida, a prefeita Belezinha acaba de anunciar o cancelamento do seletivo dos ACS e a marcação de nova data para a realização das provas para todos os candidatos.

Em entrevista, a prefeita disse que o dono da empresa Qualis chegou atrasado por conta da estrada e não teve tempo de verificar as escolas antes da realização das provas. Belezinha também responsabilizou três pessoas pelos tumultos da escola Tancredo Neves.

Ainda de acordo com Belezinha uma portaria deve ser editada amanhã estabelecendo nova data para as provas. A prefeitura não falou das denúncias de fraude e nem esclareceu se a empresa Qualis será mantida na organização do Seletivo. 

Bagunça e Denúncias de Fraude Marcam Seletivo de Chapadinha

Confusão na Tancredo Neves

Bagunça, candidatos impedidos de fazer prova por falta de cadeiras e denúncias de fraude generalizada marcaram o seletivo de Agentes Comunitários de Saúde realizado pela prefeitura na manhã deste domingo, dia 10.

Na Escola Tancredo Neves, Bairro Corrente, os candidatos não fizeram a prova porque não havia cadeiras para todos e após esperar mais de uma hora por providencias ou explicações foram em grupo à delegacia registrar Boletim de Ocorrência.

Fraude Generalizada
Além da lista com suposto aprovados por influência política que incluiu familiares e correligionários da prefeita Belezinha, foi relatado pessoas fazendo provas com apostilas abertas e utilização generalizada de aparelhos celulares durante o aplicação dos testes.

Candidatos Registrando BO na Delegacia 

Prefeitura Confirma Fraude
Em nota a prefeitura diz ter descoberto possível fraude e responsabiliza candidatos que foram registrar BO. “A confusão em uma das escolas onde seriam realizadas as provas do seletivo para ACS, gerou transtornos para muita gente, mas por outro lado trouxe à tona algumas irregularidades por partes de candidatos”, declarou o secretário de Comunicação William Fernandes.

O secretário de saúde também falou sobre suposta fraude: "está se descobrindo fraudes sim, mas por parte de vários candidatos. Até no boletim de ocorrência tem candidato que se entregou, sem querer, revelando o verdadeiro endereço, quando na verdade, todos deveriam residir no bairro para o qual deve atuar. Quem tiver feito isso, se passar, não vai assumir", disse o secretário de Saúde, Allan Monteles. 

Boletim de Ocorrência


A prefeitura informou – sem citar nomes – que três pessoas teriam impedido a colocação das cadeiras na Escola Tancredo Neves, que a empresa Qualis vai registrar BO contra essas pessoas e tanto prefeitura quanto Qualis pretendem divulgar nota sobre o assunto.

Prefeitura Não Convence
Abaixo das explicações de William Fernandes os candidatos do seletivo e internautas rebateram os argumentos.

“Um erro não justifica outro. Jamais deveriam faltar carteiras no local em que seriam realizadas as provas. Quanto as ilegalidades por partes dos candidatos deverão ser apuradas, mas não podem entrar como argumentos para amenizar os transtornos causados pela desorganização” disse um internauta.  “Nada haver a situação de endereço isso é o mínimo porque só fazia a inscrição quem apresentava o comprovante de residência. Agora vão avaliar o endereço dos participantes pelo B.O que foi feito por aqueles que foram prejudicados?” indagou outra internauta em rede social.

Uso de Celular Durante Aplicação da Prova 

“O que não se pode é tentar minimizar ou excluir a irresponsabilidade e falta de organização da Banca organizadora deste certame. Além da falta de qualificação de alguns fiscais que estavam atuando na escola Tancredo Almeida Neves sem, ao menos, fornecer informações fidedignas aos candidatos” acrescentou um candidato.

Prefeitura Defende Empresa
O vereador Eduardo Braga / PT também ao comentar as explicações oficiais estranhou que a prefeitura tenha de pronto saído em defesa da empresa Qualis. “Acabaram de perder uma boa oportunidade. Ao invés de cobrar da empresa a absoluta falta de organização e de respeito, a prefeitura se coloca contra os inscritos que buscaram seus direitos. É claro que se algum inscrito tiver tentado fazer alguma irregularidade deve ser punido com a exclusão, mas os gestores públicos deveriam estar ao lado público, não da empresa contratada que não cumpriu com suas obrigações” declarou o vereador.


Candidatos devem entrar na justiça pedindo a anulação do seletivo e o assunto vai ser debatido na sessão de amanhã da Câmara Municipal.