segurança

segurança

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Novas Aurilanes: Marido e Mulher Classificados e Fora da Lista de Inscritos do Concurso

Casal Protestando na Câmara Municipal 

No dia 11 de abril este blog descobriu, entre os manifestantes que hostilizaram vereadores em protesto contra a suspensão do concurso, a candidata Alberdania Cristina Oliveira Souza (inscrição nº 7.210), classificada para professor de 1º ao 5º ano consta da lista de aprovados em trigésimo lugar, mas não aparece na lista de inscritos.

Alberdania aparece como classificada de número 30 – sem que esteja entre os inscritos – para um cargo que aprovou 13 e levanta mais suspeitas contra o concurso. O caso de Alberdania é parecido com o de Aurilane Mascarenhas, secretária da prefeita que sustentou haver pago a inscrição até que os próprios advogados da prefeitura – em pedido de reconsideração encaminhado ao  juiz Cristiano Simas – admitiram que a assessora de Belezinha não pagou a taxa de inscrição e anunciaram sua eliminação do certame.

Mas quem acha que a sequência de classificados não inscritos se encerra com Aurilane e Aldetânia vai ser surpreender ao saber que o senhor Bento Bastos Martins (inscrição nº 7.205), classificado também para professor de 1º ao 5º anos (na posição de número 44), também não aparece entre os inscritos.

Se dois casos parecidos com o da assessora Aurilane já aumentariam as suspeitas contra o concurso, acrescente-se a informação de que Bento Bastos Martins é esposo de Alberdania e que ambos seriam amigos e correligionários da prefeita Belezinha.

Marido e Mulher Classificados sem Inscrição 

Como o caso de Bento e Alberdania ainda não consta do processo eles continuam classificados e podem assumir cargos públicos se o resultado for favorável ao prosseguimento do concurso.

Por três dias nossa reportagem tentou localizar o casal no endereço comercial e por meio de 5 diferentes números de telefones. Os celulares encontravam-se sempre fora da área e o comércio já possui novos donos.  


Casal Diz Que Pagou Taxa e Nega Ligação com Prefeita
Em sua pagina do facebook Alberdania mostrou imagem do que seria seu comprovante de pagamento, nega ter ligação com a prefeita e diz que pretende processar o blog.

“Fiz minha inscrição do concurso, paguei e fiz minha prova... Fui classificada pelo bom resultado que fiz, pois me esforcei estudando... Não sou aliada a prefeita e nem quero ser, pois não dependo de nenhum político para viver. Esses blogueiros que estão postando a respeito de mim ira se explicar perante Juiz e ira provar todas essas calúnias que falam de mim e de meu esposo” disse Alberdania.

Comentário Nosso
O blog lembra que a candidata Aurilane Mascarenhas também publicou - antes de ser desmentida pelos advogados da prefeitura - o que seria uma prova de pagamento e mantém a indagação quanto à extrema coincidência do nome do casal não constar da relação dos inscritos. Com relação à ligação de Alberdania e Bento com a prefeita Belezinha o blog traz detalhes nas próximas postagens.  

Atualizado em 1 de junho. 

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Flávio Dino 54% Contra 18% de Edinho, Diz Pesquisa


Se a eleição para governador do Maranhão fosse hoje, Flávio Dino (PCdoB) seria o escolhido no primeiro turno com quase 40 pontos de diferença do segundo colocado, o suplente de senador Edinho Lobão (PMDB).

A nova pesquisa Amostragem / TV Guará mostra que, a pouco mais de quatro meses das urnas, Dino tem a preferência de 54% dos eleitores maranhenses, seguido por Lobinho, com 18,92%. O advogado Antônio Pedrosa, do PSOL, aparece com 1,46% e o professor Saulo Arcângelli (PSTU), com 1,23%.

Segundo o levantamento, feito entre os dias 16 e 19 deste mês, 10,92% afirmam que não votariam em nenhum dos candidatos e 13,46% estão indecisos.

No cenário sem as candidaturas nanicas, Flávio ficaria com 57,46% das intenções de votos contra 20,62% do pré-candidato da oligarquia Sarney. 10,85% dos eleitores votariam nulo ou branco e 11,08% não sabem ou não responderam.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo MA-00012/2014. O Instituto Amostragem ouviu 1300 eleitores de 40 municípios em todas as regiões do estado. A margem de erro e de 2,66% para mais ou para menos.


Blog Marrapá 

Diretores Confirmam Direcionamento de Compras e Fiscalização da Câmara Flagra Valores e Aquisições Absurdas no Programa Mais Educação

Diretora Falando à Comissão

Ao acompanhar a comissão designada pela Câmara Municipal para fiscalizar o Programa Mais Educação o blog ouviu diretores afirmando que as compras na loja Exclusiva foram efetuadas sem o conhecimento dos gestores escolares e que toda a operação teria sido feita pela Secretaria de Educação. Os vereadores Marcelo Menezes / PRP, Missicley Araújo / PR e Manin Lopes / PT também examinaram kits adquiridos e constatarem valores superfaturados e até produtos promocionais e invendáveis entre as compras do Programa Mais Educação.    

Diferente do que disse a secretária Maria Coelho, pelo menos duas diretoras de escolas foram enfáticas em dizer que não tiveram participação na escolha dos produtos ou qualquer entendimento com os donos da loja Exclusiva. De acordo com as diretoras das escolas Aldalina Silva Machado e Nossa Senhora Aparecida, as gestoras foram informadas das compras em reunião ocorrida em 16 de abril entre elas e a secretária de educação. Diretores também falaram sobre assinaturas e preenchimento de cheques. 

CD'S Promocionais (Grátis) Por R$ 18,00 
Superfaturados e Invendáveis 
Entre os produtos supostamente superfaturados os vereadores destacaram uma estante de aço pelo valor de R$ 600,00; uma mangueira d’água por R$ 500,00 e 200 gramas de sementes por R$ 1.000,00. Mas o que mais chamou atenção foi a compra de 20 cd's de música por R$ 18,00 reais cada(num total de R$ 360,00), entre os quais os vereadores contaram pelo menos 10 cds promocionais de banda de forró. Os chamados cd's promocionais em geral são doados por gravadoras para divulgação e vem com o carimbo de invendável, deixando claro que não devem ser comercializados.

A Comissão da Câmara ainda deve visitar outras escolas antes de apresentar seu relatório. 

Matéria completa com fotos, documentos e filmagens com as declarações das diretoras, nas próximas postagens.  

terça-feira, 27 de maio de 2014

Belezinha Escala Último Reserva e Parte pra Baixaria


Agora o governo Belezinha pegou pesado comigo. Nunca me senti tão ofendido. Esse ódio nutrido por essa gente contra mim tá passando dos limites. Depois de seus principais blogueiros terem desistido dos embates e entrarem em silêncio tumular sobre fatos como a Lei Falsa, o Escândalo do Mais Educação e a Fraude do Concurso da Aurilane, agora escalam o reserva do reserva para debater comigo. Falta de respeito!

Como quem fala de corda na casa do enforcado William, o suplente do suplente me acusa - no blog do secretário de comunicação – de alugar a pena e ter opinião moldada por patrões... Joguei pedra na cruz! Sou chamado de venal na página do cara que foi segurador de microfone do Isaías, do Osvaldo Lobo, do Isaías (de novo), do Magno (duas vezes), da Danúbia e só agora caiu nas Belezas de Ducilene e ascendeu ao primeiro escalão.

Injustiça dói; mas eu sou madeira que cupim não rói.

Ah... E tirante a repetição dos ataques, o leitor deve estar perguntando: qual o assunto da polêmica? O substituto do esquenta-banco defende que a vereadora Lívia Saraiva estude e resida em São Luís e tenha o direito de faltar o quanto quiser, sem qualquer desconto em seus vencimentos pagos pelo povo de Chapadinha. Só isso! 

Sem Faltas Abonadas Vereadores Comparecem à Sessão

Sessão de 26 de Maio: Plenário Lotado 

Depois da denúncia de que a vereadora Lívia Saraiva / PTB estaria acumulando faltas por residir atualmente em São Luís, o que motivou a decisão do presidente Nonato Baleco / PDT de não abonar faltas seguidas dos parlamentares, a frequência na Câmara Municipal aumentou substancialmente.

Sessão de 05 de Maio: Esvaziada 
Na sessão de ontem (26), todos os vereadores compareceram. Com a exceção do vereador Eduardo Sá / PRTB – que está de licença – 14 vereadores marcaram presença no Plenário.

Embora haja resistência entre alguns vereadores, o aperto do presidente Baleco aumentou a presença e rapidamente as leis que aguardavam votação foram apreciadas.  


Câmara Amplia Fiscalização ao Programa Mais Educação

Maria Coelho na Câmara Municipal 

Numa clara demonstração de não ter ficado satisfeita com a participação da secretária de educação Maria Coelho, a Câmara Municipal decidiu – na sessão de ontem – recomendar à comissão de fiscalização da Casa um acompanhamento mais efetivo ao programa Mais Educação.

Composta pelos vereadores Missicley Araújo / PR e Manin Lopes / PT a Comissão de Fiscalização ganha o reforço de Marcelo Menezes / PRP (autor do requerimento) e deve realizar diligências em escolas para averiguar prováveis superfaturamentos e demais suspeitas de irregularidades contra o programa.

O trabalho da comissão começa hoje com visitas às escolas e deve incluir convites a diretores para esclarecimentos e prestações de contas no legislativo municipal. 

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Presos de Pedrinhas Fazem Familiares Reféns por Lista de Exigências


Do G1 MA

Um princípio de tumulto foi registrado, neste domingo (25), na Central de Presos de Justiça (CCPJ) de Pedrinhas, em São Luís. Segundo a Secretaria de Estado de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), detentos do Bloco D impediram a saída de familiares após o horário destinado às visitas.

É o segundo incidente registrado na unidade em apenas dois dias. Na sexta-feira (23), um princípio de motim foi contido quando detentos que integram uma facção criminosa e que estão no Bloco C tentaram invadir o Bloco D, composta por presos de uma facção rival. Agentes do Grupo Especial de Operações Penitenciárias (Geop) e do Batalhão de Choque da Polícia Militar foram chamados e rapidamente contiveram as ações.

De acordo com a Sejap, a medida foi tomada para fazer exigências, como a instituição de visitas íntimas; a entrega de novos colchões e a troca de monitores. Outra exigência é o banho de sol coletivo, já que atualmente é feito por blocos, instituído pela Sejap como medida de segurança para os próprios detentos” e que “não há registro de reféns”.

Em nota enviada à imprensa por volta das 19h, a Sejap afirma que os familiares dos presos foram liberados à medida que entregavam a lista de exigências. A nota informa, também, que “a Sejap negocia as solicitações dos presos”.

No entanto, membros da Comissão de Direitos Humanos da OAB Maranhão consideram que os familiares foram transformados em reféns. “São 32 familiares lá dentro e nossa intenção é proteger a vida das pessoas que estão lá dentro. Já revisei a pauta de reivindicações e vários pontos podem ser atendidos. Os presos alegam que não são reféns, mas ao mesmo tempo esses familiares não podem sair. Então nós estamos considerando sim que eles são reféns”, disse o advogado Antônio Pedrosa, integrante da comissão.

Pedroza informou que as negociações foram suspensa. “Sem avanços”, afirmou.

Leia a íntegra da nota emitida pela Sejap:

A Secretaria de Estado de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) informa que não há registro de reféns na Central de Presos de Justiça (CCPJ) de Pedrinhas, no fim da tarde deste domingo (25).

Sobre o ocorrido, esclarece que alguns familiares foram retidos pelos próprios parentes presos no Bloco D, daquela unidade, após o horário de visitas.

Os presos que não deixaram os familiares saírem entregaram lista de exigências, como o banho de sol coletivo (hoje é feito por bloco, para garantir a segurança dos próprios detentos); a instituição de visitas íntimas; a entrega de novos colchões e a troca de monitores.

Os familiares estão sendo liberados pelos presos e, neste momento, a Sejap negocia as solicitações dos presos.

sábado, 24 de maio de 2014

Partido do Maranhão: Oposição Unida em Torno de Flávio Dino


Composta por PCdoB, PSB, PDT, PTC, PP, PROS, Solidariedade, PPS e PSDB, a aliança partidária denominada de “Partido do Maranhão” mostra cada vez mais força e unidade. Ao final da reunião, os presidentes dos partidos avaliaram positivamente o momento político atual. O destaque foi para a unidade construída ao longo dos anos e que finalizou com a aliança de 9 partidos que caminharão juntos nas eleições de 2014 e com uma candidatura consolidada nas pesquisas de intenção de votos em todo o estado.

Os presidentes partidários fizeram questão de destacar também a presença do PSDB e do PPS na reunião. Tendo declarado apoio á pré-candidatura de Flávio Dino em atos políticos realizados em maio, tanto PSDB quanto PPS participaram pela primeira vez da mesa de diálogos entre as siglas de oposição. A participação de Eliziane Gama (PPS) e Carlos Brandão (PSDB) foi elogiada pelos demais presidentes partidários como o fortalecimento do campo de oposição ao atual governo estadual.

Representando os partidos estavam, respectivamente: Milton Calado (PTC), Márcio Jerry (PCdoB), Zé Vieira (PROS), Simplício Araújo (Solidariedade), Roberto Rocha (PSB), Eliziane Gama (PPS), Carlos Brandão (PSDB), Waldir Maranhão (PP) e Chico Leitoa (PDT), além do pré-candidato a governador, Flávio Dino (PCdoB).

Do Blog Marrapá 


quinta-feira, 22 de maio de 2014

Desconheço: Maria Coelho Pouco Esclarece e Câmara Deve Convocar Diretores


A Secretária Maria Coelho atendeu, na sessão de hoje, o convite da Câmara para tratar das denúncias sobre o Programa Mais Educação, mas muito pouco esclareceu sobre o caso. Maria Coelho fez uma exposição da história e finalidades do programa, mas na parte das perguntas, disse desconhecer os detalhes relativos às denúncias, e que estas seriam de competência das diretoras das escolas. A secretária insistiu que uma tabela do MEC/FNDE prevê a compra do atlas por até R$ 90,00 e manifestou confiança nos gestores de escolas. O clima na sessão era pela convocação de diretores para os esclarecimentos são supridos pela presença da secretária. 

Mais informações nas próximas postagens. 

Mais Educação: “Aquele Valor Lá do Atlas é 90 Reais Mesmo, Só Que às Vezes Eu Pego e Dou Mercadorias a Mais”, Diz Empresária

Raquel Bacelar nos Estúdios da Rádio Mirante

“Estou aqui defendendo a minha empresa e a minha imagem. Fui acusada de uma situação absurda no Blog do Alexandre, na qual eu entrei com um processo contra o Alexandre e a pessoa que está informando essa situação aqui que eu já sei quem é”, assim começa a fala da senhora Raquel Bacelar, na Rádio Mirante .  Raquel Bacelar é dona da Papelaria Exclusiva e pediu espaço para defender sua empresa, mas acaba trazendo novas informações que confirmariam as irregularidades no Programa Mais Educação.

Documentos Verdadeiros
Ao mesmo tempo em que nos ameaça com processo, reconhece que os documentos e fotos publicados são verdadeiros. Perguntada se reconhece a planilha como sendo de sua loja, ela responde: “a planilha é da minha loja inclusive eu trouxe a original dela”, disse Raquel, que também confirmou as fotos como sendo do material vendido por ela.

Perguntada sobre o fato das escolas de Chapadinha, que poderiam comprar no comércio local, resolverem adquirir produtos numa empresa em São Luís, a dona da Exclusiva chaga a menosprezar o comércio de Chapadinha. “Isso é comum porque não têm estrutura querido, (as lojas daqui) não têm estrutura e a minha empresa é imensa, grande e tem muitas mercadorias em quantidade que você precisar, a gente tem em estoque para fornecer”, defendeu Raquel.

Passando Troco
Sobre os preços elevados a empresária tentou se defender, contestou informações e insistiu para a qualidade dos produtos vendidos por ela, mas sobre o Atlas encontrado por R$ 9,90 e vendido por R$ 90 ela acabou entregando o jogo do superfaturamento com o argumento da necessidade de sobra de recursos para uso em outras finalidades. “Muita das vezes o diretor faz o seguinte: 90 reais então tem uma mercadoria que não pode, então não pode citar detergente, que não pode incluir, mais não pode ter usado no Mais Educação porque o projeto aumenta ou dobra a quantidade de alunos na escola se você não tiver estrutura vai faltar para os outros alunos que são do PDDE ou coisa assim, registrado na escola. Entendeu? É isso que acontece. Então todas as diretoras que fecharam a venda, inclusive as que me denunciaram, estão cientes do que elas fizeram elas tão ciente então eu não fiz nada” revelou, mais uma vez jogando a culpa nas diretoras.

Atlas de R$ 90,00 Vendido Para Escolas de Chapadinha

Mesmo Atlas por R$ 9,90

Promoção e Brindes: de R$ 9,90 por R$ 90,00 
Em outro ponto da fala Raquel Bacelar é mais explícita em confirmar preços superfaturados e menciona oferta de brindes a diretores e escolas. “Aquele valor lá do atlas é 90 reais mesmo, só que às vezes eu pego dou mercadoria a mais para o cliente, todos eles tiveram de brinde DVD, tiveram system, a maioria tiveram televisão ou coisa parecida. Alguns que fizeram uma compra maior para o uso da escola. Máquinas de Xerox. Olha deixa eu lhe falar, no programa Mais Educação você não pode comprar máquina de Xerox, mas ver quantas escolas mais de 10 obtiveram máquinas de Xerox então tem que justificar os valores”, declarou, admitindo no mínimo desvio de finalidade das verbas do Mais Educação.

De Processante a Processada
Para quem começou ameaçando processar o blog, mas acabou confirmando a matéria e acrescentando novos indícios de irregularidades, a entrevista de Raquel Bacelar agora vira peça importante para a apuração da denúncia e deve ser ponto de partida para muitos questionamentos que os vereadores farão à Secretária de Educação Maria Coelho, se ela for mesmo à Câmara na Sessão de hoje.   

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Caso Aurilane – A Sucessão de Mentiras e a Desmoralização do Concurso


No dia 4 de abril este blog publicou matéria estranhando que a assessora especial do gabinete da prefeita Aurilane Mascarenhas aparecia como classificada no concurso público para o cargo de auxiliar administrativo, mas seu nome não constava na lista geral dos inscritos que foi divulgada no dia 11 de março e anexamos documentos e listas comprovando a denúncia. Reveja AQUI.

Negativas e Ameaças
A resposta de Aurilane veio em todos os blogs ligados à prefeita. “No dia 20 de Fevereiro do ano em curso, eu, AURILANE MASCARENHA DE SOUSA, após transferir as 14h e 26 minutos o valor de R$ 50,00 (cinquenta reais) da minha conta poupança para a minha conta corrente, realizei no mesmo valor o pagamento do boleto de cobrança nº 10493.14857 72000.200047 00010.238988 8 59810000005000 da Caixa Econômica Federal, às 14h e 28 minutos no Caixa Eletrônico do Banco do Brasil, relativo à inscrição no concurso (documentos em anexo). Todavia, na noite do dia 11 de Março, ao verificar a Lista de Inscritos para o Cargo de Auxiliar Administrativo, no site da Instituição realizadora do certame, constatei que meu nome não estava incluso nela”, disse a assessora, em nota. “Na manhã do dia do certame, a empresa informou que a situação estava regularizada, e que meu nome já estava incluso na lista de inscritos e que eu poderia ir fazer a prova, informando na ocasião o horário e local da prova, qual seja: a Escola Municipal Rodrigues Lobo”, afirmou.

Mantivemos o Questionamento
Como prova do pagamento Aurilane divulgou um agendamento, logo após divulgar a nota da assessora, ponderei o seguinte: “como os comprovantes divulgados pela Assessora da Prefeita são agendamentos de pagamento que - conforme o próprio documento destaca - somente se efetiva em momento posterior e sob determinadas condições, aguarda-se a publicação do pagamento em si e não de mero agendamento para afastar qualquer dúvida”.

“Já Foi Mais do que Esclarecido...” (?)
A imprensa governista garantia o pagamento da taxa e dava o caso como encerrado. “O caso envolvendo a candidata Aurilane, que já foi mais do que esclarecido, inclusive com farta documentação. De resto, o que se tem mesmo é boato. Fofoca. Intrigas”, escreveu o jornalista Ivandro Coelho. Houve ameaça de processo por parte de secretários de governo.

Caso Aurilane Decisivo Para Suspensão  
Apesar da defesa do governo Belezinha as dúvidas levantadas pelo blog foram decisivas para a suspensão do concurso pela justiça. “Contudo, há de se reconhecer a inusitada coincidência de, repita-se, justamente esta candidata (Aurilane Mascarenhas), próxima à prefeita, ser a pessoa que figura na inconsistência observada na lista de classificação, ora carreada na inicial”, disse o juiz Cristiano Simas em sentença. “Intima-se, o que requerido E.F Pesquisas e Projetos LTDA (Instituto Machado de Assis), a fim de que, no mesmo prazo, acoste aos autos os documentos relativos à inscrição e pagamento da taxa respectiva à candidata Aurilane Mascarenhas de Sousa” determinou o magistrado.

Advogados Admitem não Pagamento

Mentira Que Cai  
Agora os próprios advogados de Belezinha, em pedido de reconsideração da suspensão, admitem o não pagamento da taxa por parte da assessora e põem fim à polêmica. “Ocorre que, após confronto entre os dados bancários relativos ao pagamento das taxas de inscrição e a documentação apresentada pela candidata Aurilane, constatou-se que o agendamento do pagamento do boleto realizado pela mesma não se efetivou, devido ao lançamento na mesma data (26/02) e no mesmo valor (R$ 50,00), de outro débito na sua conta-corrente no Banco do Brasil (que, soube-se depois, tratar-se de parcela de um empréstimo), ocasionando a insuficiência de saldo, o cancelamento da inscrição e a consequente eliminação da candidata do certame”, declararam os advogados de Belezinha, que mesmo assim, defendem a lisura e insistem em pedir a continuidade do concurso.

Perguntas e Desconfianças
Do dia em que viu seu nome fora da lista ao dia da prova, a candidata Aurilane não conferiu seu extrato bancário antes de jurar o pagamento não efetivado? A empresa não teve – no mesmo intervalo - tempo para constatar o não pagamento antes permitir a participação e a classificação da candidata? Aurilane conseguiria fazer a prova - sem pagar taxa - se não fosse próxima à prefeita? Admitir participação de quem nem inscrito estava é única inconsistência ou suspeita de interferência possível? O instituto Machado de Assis ainda tem condições de dizer quem está apto ou não para ser servidor público em Chapadinha? 

Capa do Pedido de Reconsideração 

Concurso: Advogados da Prefeitura Admitem que Assessora de Belezinha Não Pagou Taxa de Inscrição


O blog teve acesso a documentos que os advogados da prefeitura anexaram ao processo, de autoria do vereador Marcelo Menezes / PRP, que pede anulação do concurso público, admitindo que a candidata Aurilane Mascarenhas realmente não pagou sua inscrição no certame e que concorrente, após ser incluída entre as classificadas em lista do Instituto Machado de Assis,  foi eliminada do certame, depois das denúncias (clique aqui para rever a matéria) e da constatação do fato.  Ainda assim a administração municipal defende a lisura e continuidade do concurso público.

Reportagem completa com mais informações e documentos, nas próximas postagens.   

Valdir Imóveis em Novo Endereço


A Imobiliária Valdir Imóveis avisa a seus clientes e amigos que já está funcionando em novo endereço: Avenida Gustavo Barbosa nº 310, Centro (ao lado da Igreja Presbiteriana e do Antigo Banco da Amazônia).    

terça-feira, 20 de maio de 2014

Lei Falsa: Francisca Aguiar Tenta Defender Belezinha e Piora Situação


A vereadora Francisca Aguiar / PV (foto) demonstrou coragem e bem que tentou justificar - na sessão de ontem - o uso de uma lei falsa pela prefeitura para negociar débitos do IPC, mas seus argumentos provocaram risos e foram rebatidos por Eduardo Braga / PT e fulminados pela apresentação de documentos do Ministério da Previdência Social.

Francisca disse que a prefeita dava como certa a aprovação pela câmara do projeto de lei e teria se antecipado a sancionado a lei com o número 1.183. Mas diante da demora da câmara a prefeita teria editado um decreto – de acordo com a vereadora – para autorizar o parcelamento dos débitos que tirariam o município da inadimplência e o habilitariam a receber convênios. A vereadora chegou a mostrar cópia do decreto e da verdadeira lei municipal 1.183 que atribui nome a uma rua.

O vereador Eduardo Braga começou seu pronunciamento deixando claro que o parcelamento da dívida não pode ser resolvido por decreto porque a lei exige aprovação da câmara para tal finalidade. Braga lembrou ainda que a câmara conseguiu, por meio de mandado de segurança, cópia de todos os decretos assinados pela prefeita em 2013 e que o documento apresentado por Francisca Aguiar não consta da relação.

Ainda em seu pronunciamento o petista Eduardo Braga mostrou os termos de parcelamento e confissão de dívida que são taxativos em indicar a lei número 1.183 como instrumento autorizativo para as operações de parcelamento do valor de R$ 4.415.872,58, que a prefeitura deve à previdência dos servidores municipais. “O pronunciamento da vereadora Francisca Aguiar gerou riso porque agora temos na Previdência Social do Brasil a prefeitura de Chapadinha dizendo que negociou débitos com uma lei que dá nome a uma rua”, ironizou Eduardo Braga.

O líder do governo vereador Irmão Carlos / PRB chegou a ser consultado pelo presidente Nonato Baleco / PDT, mas preferiu não se pronunciar sobre o caso. Depois da fala de Eduardo Braga, Francisca Aguiar nada mais disse sobre o assunto. 

Demonstrativos da Previdência com o uso da lei 1.183 




Denúncia de Marcelo Provoca Auditoria no IPC


Uma denúncia do vereador Marcelo Menezes / PRP feita diretamente pelo parlamentar, no Ministério da Previdência Social, em Brasília, levou a órgão a promover uma auditoria no Instituto de Previdência de Chapadinha – IPC.

“O Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil abaixo identificado, em exercício no Ministério da Previdência Social, foi designado para realizar auditoria direta e coletar informações e documentos destinados a subsidiar a Secretaria de Políticas de Previdência Social – SPPS na análise quanto à existência e a regularidade do Regime Próprio de Previdência Social RPPS desse ente federativo”, diz o ofício Ministério, indicando o auditor Miguel Antonio Fernandes Chaves para atuar no IPC de Chapadinha.

Dirigido pelo ex-vereador Aldy Saraiva, o IPC está no centro de um escândalo envolvendo inadimplência e suspeitas de desvios de diferentes governos (incluindo o atual) e uso de lei falsificada pela prefeita Belezinha para renegociar débitos.

Na sessão de ontem o vereador Marcelo Menezes defendeu a necessidade de uma CPI para investigar o IPC e teve apoio de 3 colegas (Baleco, Eduardo Braga e Missicley) faltando apenas a assinatura de mais um vereador para a Comissão Parlamentar de Inquérito sair do papel. 


Ofício da Previdência Comunicando Auditoria 

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Levi Pontes Participa de Grande Evento em Barreirinhas


Do Chapadinha Site - Souza Neto

Na manhã deste domingo (18) na cidade de Barreirinhas (MA) Dr. Leví Pontes, pré-candidato a Deputado Estadual, participou do I Encontro Municipal do (Partido) Solidariedade 77 na cidade, a convite da pré-candidata a Deputada Federal, Leonilde Chaves. O evento reuniu mais de mil pessoas, demonstrando assim, o relevante apoio à pré-candidatura do médico Chapadinhense.

Dr. Leví foi convidado pelas lideranças locais - Rogério Chaves (atual presidente do Diretório Municipal do Solidariedade, em Barreirinhas) e sua esposa prof. Leonilde Chaves (ex-secretária municipal de Educação de Barreirinhas e atual presidente do Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino) - e pré-candidata a Deputada Federal. A intenção do encontro foi de apresentar os pré-candidatos a região e fortalecer o partido com a presença das principais lideranças.

De acordo com Rogério Chaves, o evento contou, também, com a presenças de ex-prefeitos, ex-vereadores e do ex-deputado e líder político na região Zé Orlando; e de lideranças aliados de cidades vizinhas, como Urbano Santos, São Benedito do Rio Preto e Tutóia; empresários, presidentes de entidades, lideranças de bairros, advogados, médicos e a imprensa (Blog do Alexandre e ChapadinhaSite.com - ambos de Chapadinha) também confirmaram presenças.

Ainda segundo o presidente do Diretório Municipal, o encontro teve o propósito de unir e fortalecer o partido, além de dar muito mais confiança e motivação. “Assim, vamos conseguir fortalecer ainda mais nosso partido em nossa região”.

Abrindo os trabalhos da mesa, Rogério Chaves agradeceu a todos os presentes ereforçou a ideia de que Barreirinhas precisa de um representante também no legislativo para que possa fazer menção da cidade e região baixo parnaíba nas sessões plenárias na Assembleia Legislativa, na capital São Luís, para que possa viabilizar recursos para serem investidos nos municípios que abrangem essa regional. Não hesitou em afirmar que o nome de Leví Pontes é um nome fácil de levar pois é perceptível o desejo de mudança dos cidadãos de Barreirinhenses e região, e precisa de uma pessoa com este calibre, filho de um grande político detentor de vários mandatos como Deputado Estadual - Antonio Pontes de Aguiar, para colocar o estado nos eixos do progresso de uma vez por todas. Reiterou o trabalho que o partido Solidariedade vem fazendo em várias partes do país e que já nasceu alinhado, como prova disso, as pré-candidaturas em âmbito estadual de Leví Pontes (Estadual) e Leonilde Chaves (Federal)  as quais não dependem de situações para acontecer, já é uma realidade. Concluiu.

Aclamado e bastante aplaudido pelos presentes, Dr. Leví Pontes em suas palavras ressaltou que o referido município e região e, a política, precisam de nomes novos, e que o ponto importante desse encontro de lideranças em apoio as pré-candidaturas de Leví e Leonilde,  fortalecem o mais novo partido do país - o Solidariedade 77! Ele falou que o ânseio de mudança é grande em nosso Maranhão, sobretudo pelo desgaste do poder público estadual, e que acredita que Barreirinhas e região baixo parnaíba irão abraçar a causa e eleger Leonilde Chaves (para Deputada Federall) e Levi Pontes para a Assembléia Legislativa.

Dr. Leví estava acompanhado de sua comitiva, que contava com a presença do empresário Ir. Gomes (Coordenação), Antonio Prata (ex-prefeito de Chapadinha), Peroba (ex-vereador de Chapadinha), Moura Lopes, Raimundo Sousa, Valdir Abreu, imprensa (blogueiros Alexandre Cunha e Sousa Neto), dentre outros.





















Neldan Tem Vitória Esmagadora no SINDCHAP


Do Blog do Valdivan

Realizada eleição neste domingo (18)  na sede social do SINDCHAP (Sindicato dos Servidores Público Municipais de Chapadinha) o resultado foi surpreendente para todos que disputaram a eleição concorrida por 03 chapas:

Chapa 01 em cabeça pelo atual presidente professor Armando, que contava com o apoio da prefeita Belezinha,Chapa 02 com Neldan Araújo e chapa 03 pelo Axixá.

Apurações dos votos, a chapa 02 logo começou a se distancia das demais e permaneceu na frente, já ao termino da contagem dos votos da primeira urna se percebia a vitória da professora Neldan e Jane Andrade.

Ao termino de toda apuração dos votos professora "Neldan" foi eleita com 540 votos, uma votação surpreendente, com uma vitória esmagadora sobre o atual presidente professor "Armando" com apoio da sua excelência prefeita só obteve 178 votos, nada agradável para o governo municipal essa derrota, perdendo assim o controle do Sindchap.

Essa eleição quer queira ou não é uma derrota significativa para Belezinha, pois serve como termômetro para as futuras campanhas e que demonstra um sinal de alerta da insatisfação por parte dos funcionários públicos municipais com o governo.

Resultado:
Chapa (01) Armando: 178 votos.
Chapa (02) Neldan: 540 votos
Chapa (03) Axixá: 121 votos

sábado, 17 de maio de 2014

Denúncia do Mais Educação Gera Pressão em Diretores de Escolas


Pela entrevista da empresária Raquel Bacelar e da diretora Aline Almeida ficou evidente que os implicados no caso estariam em busca de bodes expiatórios e escolheram três diretoras como alvos de pressão, a procura de quem teria vazado as informações obtidas pelo blog, que levantaram suspeitas de superfaturamento e repercutiram ao ponto de os vereadores – por unanimidade – convidarem a secretária Maria Coelho e a coordenadora do Programa Mais Educação para prestar esclarecimentos à Câmara Municipal no próximo dia 22.

Segundo relataram a diretora Aline e a empresária Raquel as três diretoras se tornaram suspeitas porque uma queria comprar da loja de um parente, outra seria ligada politicamente ao ex-prefeito Isaías e uma terceira teve a coragem de ligar para a loja Exclusiva reclamando dos preços exorbitantes.

Há notícia inclusive de que a gestão municipal estaria induzindo diretoras a me cobrar pela via judicial a delação de quem me forneceu os documentos e fotos, que a própria dona da Exclusiva atestou como sendo verdadeiros e corretos.

As pessoas e autoridades que se lançaram nesta verdadeira "caça às bruxas" precisam atentar para algumas coisas óbvias – além do fato de poder errar o alvo – conforme destaco abaixo.

Sigilo da Fonte Garantia Constitucional
A imprensa tem no texto constitucional ampla garantia do sigilo da fonte, no artigo 5º, inciso 16 e nos seguintes termos: “É assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte, quando necessário ao exercício profissional“. Mesmo se este amparo não tivesse, preferiria ir preso a revelar alguém que me confiou informação pública, importante e verdadeira. Portanto, o titular deste blog não entrega fonte e ponto final!
  
Informações Públicas
Uma vez confirmada a veracidade dos dados apresentados na matéria (que repito, confirmação feita pela própria dona da loja, em entrevista na Rádio Mirante que tenho gravada e que será disponibilizada na internet) a busca por responsáveis pelo vazamento só representaria perseguição contra quem nada de errado fez e equivale a uma confissão de culpa, já que as contas do programa deveriam ser públicas.

Mexendo no Vespeiro
A pressão em cima dos gestores das caixas escolares é antes de tudo uma tremenda falta de inteligência, pois, ficou claro que qualquer um deles têm provas de sobra para expor ainda mais o maus feitos do Mais Educação e aquele que for perseguido pode trazer muito mais elementos a esta polêmica que segue alimentada pelo desespero de quem foi apanhado em irregularidades sucessivas que produziram um escândalo que parece não ter limites.  



Levi e Baleco Reúnem Partidos em Favor de Flávio Dino


Sob a liderança dos pré-candidatos Levi Pontes (deputado estadual) e Nonato Baleco (federal) os partidos do campo da oposição estadual se reuniram na manhã deste sábado na Câmara Municipal de Chapadinha.

Tendo como pauta a organização da campanha de Flávio Dino em Chapadinha, os partidos PC do B, PDT, SDD, PSB, PR e PP promoveram o evento denominado “I Primeiro Encontro de Partidos de Oposição”. Lideranças de outras cidades como o vereador de São Luis Ivaldo Rodrigues / PDT e Ednaldo Neves que representou Flávio Dino, também compareceram à reunião.

Entre os dirigentes partidárias locais compuseram a mesa: o presidente do PC do B Gilney Baggio, a vereadora Missicley Araújo representou o PR, Louro do Mundô falou em nome do PP, Irmão Gomes representou o PSB e Zé Baleco se pronunciou em nome do PDT.     


Na abertura do encontro o presidente da câmara Nonato Baleco agradeceu a presença dos partidos, destacou sua candidatura a deputado federal e, citando outros candidatos, definiu a mudança do Maranhão como a missão mais importante dos militantes. “Tenho a honra de comunicar a todos da minha candidatura a deputado federal e dizer que em breve faremos o lançamento oficial. Já declarei meu voto a Levi Pontes para estadual, mesmo sabendo que o Solidariedade também apresentará o deputado Simplício a federal, que é um bom nome, assim como tem o deputado Dutra que é um homem de luta e o PP tem o Valdir Maranhão que também está conosco na oposição. Esta eleição não será uma campanha de dobradinhas, será a união de todos para mudar o Maranhão e coloco meu nome como opção para ao lado de Flávio Dino conquistarmos a vitória”, destacou Nonato Baleco.



Em sua fale Levi Pontes também falou de sua pré-candidatura, mas ressaltou a eleição de Flávio Dino como projeto fundamental de 2014. “Com o apoio do meu amigo Nonato Baleco, que agradeço muito o gesto de humildade e consideração comigo, hoje eu posso dizer que sou o único candidato a estadual que defende o nome de Flávio Dino em Chapadinha e na maioria dos municípios do Baixo Parnaíba. Estou concorrendo com muita chance, há avaliações que me colocam eleito, mas sei que a luta é dura e vou enfrentar como muita garra. Mas digo a todos que minha futura eleição não terá sentido sem a presença de Flávio Dino do Governo do Estado, porque sem meu governador eleito não poderei trazer melhorias para Chapadinha e Região e ajudar a reverter os péssimos indicadores que castigam o povo do Baixo Parnaíba. Portando o foco na eleição de Flávio Dino é nossa tarefa principal. Ao lado de Flávio faremos as mudanças que o Maranhão espera e precisa”, defendeu Levi Pontes.


Como resultado do encontro foi criado uma comissão dos partidos para coordenar a campanha unificada em favor de Flávio Dino e uma edição dos Diálogos do Maranhão com as mulheres do Baixo Parnaíba deverá ser realizada em Chapadinha com a presença de Flávio Dino. 


Fotos: Alexandre Cunha

Sem Coligação: Solidariedade Decide Lançar Chapa “Puro Sangue” Para Deputado Estadual

Levi Pontes e Simplício Araújo Lideranças do Solidariedade

Em reunião realizada na última quinta-feira, dia 15, em São Luis, o Partido Solidariedade, analisou o quadro político no estado e decidiu lançar chapa própria para a disputa de deputado estadual.

Com 26 nomes definidos como candidatos a deputado estadual com expectativa de eleger entre 2 a 4 deputados,  o partido do médico Levi Pontes, que também disputa uma vaga na Assembleia, optou por lançar chapa própria e rejeitar coligações.

Seguindo o exemplo do PTC, do prefeito de São Luis, Edivaldo Júnior, partido do campo da oposição que foi o primeiro a sinalizar lançamento de chapa completa do partido, a direção do Solidariedade definiu lançar chapa “puro sangue”.

Ouvido por nossa reportagem Levi Pontes disse que a definição da chapa própria é estratégia para garantir eleição de deputados do partido e para formação de uma bancada na Assembleia, mas declarou que o SDD sempre coloca a unidade das oposições em primeiro lugar. “Uma chapa só com candidatos do Solidariedade garante a eleição de pelo menos 4 companheiros e nosso nome surge bem colocado neste cenário, porém, mais importante que ter deputados é eleger nosso governador Flávio Dino para mudar a realidade do Maranhão, e isso nos coloca sempre abertos ao diálogo em favor da união das oposições”, declarou Levi Pontes.          

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Vereadora Lívia Nega Ter Usado Atestado Falso, Mas Confirma Faltas e Curso Universitário em São Luis

Vereadora Lívia Saraiva / Entrevista em São Luis 

Em nota a vereadora Lívia Saraiva se defendeu de denúncias de teria usado atestado falso, disse que se ausentou para acompanhar um irmão doente, confirmou frequentar faculdade em São Luis e insistiu que não incompatibilidade com sua função de vereadora.   

“A vida é cheia de imprevistos. E o aneurisma cerebral que acometeu meu irmão me mostrou isso. Hoje ele necessita de cuidados intensivos, inclusive fonoaudiológicos, em São Luís, e resolvi ajudá-lo em sua recuperação”, disse a vereadora.

A parlamentar disse que como estava em São Luis acompanhando o irmão resolveu fazer um segundo curso universitário: “aproveitando a oportunidade, além de contribuir na reabilitação, também resolvi ampliar meus conhecimentos e cursar outra faculdade afim ao meu primeiro curso”, confirmou.

Lívia ponderou que morar em São Luís não atrapalharia seu mandato. “Isso interferiria no meu papel de vereadora? Acredito que não. Sei das minhas responsabilidades e do voto de confiança em mim depositado. Exercerei meu mandato com independência, pois já era independente antes de ser vereadora. Farei sempre o melhor para Chapadinha” afirmou.

Sobre o atestado a vereadora não entrou em detalhes sobre as dúvidas levantadas pelo Blog Interligado mas afirmou ter passado por problemas de saúde. “Com relação ao atestado de 15 dias que apresentei, foi por ter sido acometida por fortes dores na coluna que me impossibilitava de fazer grandes deslocamentos. Apresentei um atestado para tratamento médico, mas isso não significa que eu tenha que fica acamada e enclausura em um quarto ou em casa” declarou Livia, sem negar ter assistido aulas durante o período do atestado que abonou suas faltas na câmara.

Lívia criticou setores da imprensa que divulgaram a denúncia e ameaçou processar blogs. “As denúncias feitas em tendencioso texto divulgado em redes sociais são inverídicas e passíveis de ação judicial. Drº Osdemar é médico da nossa família, e já foi informado do ocorrido e das insinuações maldosas com seu nome e tomará as providencia judiciais necessárias”, finalizou.