segurança

segurança

segunda-feira, 31 de março de 2014

HAPA Sem Comando e a Procura de Bodes Expiatórios


"Tumulto no HAPA, agora pouco, chegaram três acidentados e um rapaz com convulsão. O mesmo ficou esperando por atendimento nas cadeiras do lado de fora, e o pior , o HAPA estava sem recepcionistas para fazer as fichas e sem médicos de plantão"! Afirmou o denunciante ao Blog da Jane Andrade, que foi - na noite de ontem - ao local e constatou filas e a falta de atendimento.

Blogs governistas confirmam a falta de atendimento, mas responsabilizam funcionários. “Ao passo que iam chegando, as pessoas queriam imediatamente fazer a ficha de atendimento, mas não havia ninguém na recepção do hospital para fazer o procedimento. O secretário de Saúde, Alan Monteles, foi informado da situação e, após averiguar, ficou sabendo que duas pessoas da recepção (que são concursadas) haviam faltado ao trabalho no plantão da noite. Ainda de acordo com Alan, no momento de maior tensão, não estavam presentes os dois guardas municipais escalados para trabalhar na segurança do local”, relatou o blog do William Fernandes. “Alan já esteve reunido com a prefeita Belezinha que, indignada com a falta de compromisso destes servidores, determinou abertura de processo administrativo para que sejam tomadas as providências cabíveis” completou.

O diretor clínico do HAPA também falou ao Blog da Jane. “Sobre a falta dos recepcionistas Dr. Carlos afirmou que tudo aconteceu durante a troca de plantão dos funcionários. Os dois funcionários que faltaram ao serviço não comunicaram a direção do HAPA sobre sua ausência não permitindo assim que esta providenciasse a substituição dos dois de forma imediata evitando os transtornos aos pacientes. O clínico lamentou a falta de ética, compromisso e responsabilidade de alguns funcionários. Declarou que independentemente de política o funcionário tem que cumprir seu trabalho de forma digna”, disse o blog da Jane.

Comento:
Funcionários concursados deixando de cumprir suas obrigações ou mesmo boicotando atendimento no HAPA não é novidade. Na gestão anterior, de materiais escondidos a quebra proposital de equipamento se teve notícia. Mas isso – no passado ou presente – não supre uma questão fundamental: na falta de qualquer funcionário a direção da unidade de saúde deve ter ciência imediata, esquema de substituição e comando presente para não ficar refém de maus funcionários. Se quiser realmente ter controle da unidade, a direção deve ter um encarregado de plantão (alguém leal aos gestores) para resolver ou acioná-los em problemas pontuais como este, do contrário essa ameaça de abertura de inquérito administrativo não será mais do que procura de bodes expiatórios ou acobertamento de outras deficiências mais graves.  

Paulo Gomes Neto: Um Chapadinhense Que Resistiu à Ditadura


Às vésperas do aniversário de 50 anos do Golpe de Estado que mergulhou o Brasil em uma sangrenta ditadura que durou 20 anos, o advogado chapadinhense Paulo Gomes Neto, se une a outros intelectuais e personagens da resistência para produzir um documentário sobre a morte do estudante Edson Luís de Lima Souto.

Radicado no Rio de Janeiro, Paulo Gomes nunca esqueceu as raízes maranhenses e ajudou a fundar o PDT ao lado do ex-governador Jackson Lago e do jornalista Neiva Moreira, no começo da década de 80. Entre os familiares de Paulo Gomes, o mais conhecido foi o também advogado, professor e ex-vereador Tomé Gomes, já falecido.

Na data exata em que 50 anos atrás um golpe empresarial-militar destituía um presidente constitucional e abria as portas para um período de censura, mortes e torturas o Blog/Folha do Baixo Parnaíba conta a seus leitores – especialmente aos mais jovens – uma parte da história que teve como personagem o conterrâneo Paulo Gomes Neto.

Mataram Um estudante. Podia Ser seu Filho!
Um documentário sobre o Calabouço, o Restaurante Central dos Estudantes, em 1968, foi o cenário onde se desenrola o estopim das grandes manifestações estudantis que abalaram a ditadura instalada em abril de 1964 no Brasil. Na tarde do dia 28 de março, o local estava repleto de estudantes, na maioria secundaristas, que reivindicavam a conclusão das obras do restaurante e melhorias na alimentação, quando foram reprimidos com violência pela Polícia Militar. Um tiro dado à queima roupa matou o jovem estudante Edson Luís, cujo corpo foi velado na antiga Assembleia Legislativa, que funcionava onde hoje é a atual Câmara de Vereadores, na Cinelândia, no centro do Rio. 

O documentário é resultado da ideia de um grupo de companheiros e militantes históricos que vivenciaram o episódio, entre eles o veterano Geraldo Sardinha, o advogado Paulo Gomes, o presidente da Frente Unida dos Estudantes do Calabouço (FUEC) Elinor Brito, Edilberto Veras, o Ceará, Adai (Sorriso), Dirceu Abreu, Leite, Zulmira e outros. Com depoimentos de personalidades que despontaram na época, como então estudante Vladimir Palmeira, que era presidente da UME (União Metropolitana dos Estudantes), o músico e compositor Sérgio Ricardo, autor da música Calabouço, entre tantas outras canções de protesto, o fotógrafo Evandro Teixeira, do Jornal do Brasil e a então estudante da Escola Nacional de Belas Artes e hoje jornalista Dulce Tupy, entre outros, o documentário resgata a memória do movimento estudantil, no momento em que detonou o processo de manifestações de massa que desembocaram na famosa Passeata dos Cem Mil.

Com cerca de 1 hora de duração, o documentário é dirigido pelo cineasta e documentarista argentino-brasileiro Carlos Pronzato, autor de vários filmes sobre manifestações e líderes populares no Brasil e América Latina. Produzido por La Mestiza Audiovisual, tem o apoio do Instituto Rede Democrática (IRD), Sindipetro/RJ e jornal O Saquá. O filme faz parte da agenda das remomorações do Golpe de 64, que vêm ocorrendo em todo o país.

O documentário estreou dia 28 de março na sede da OAB-RJ.

Paulo Gomes e o Cineasta Carlos Pronzato 
Paulo Gomes Neto (Entrevista à Rádio Globo do Rio de Janeiro)

O restaurante “Calabouço”, no centro do Rio, era uma referência para os estudantes secundaristas que vinham do subúrbio carioca ou de outros estados, na maioria nordestinos, na esperança de prestar vestibular para uma faculdade, sonho que poucos alcançavam. Transferido de um local, onde funcionava há anos, para outro em piores condições, o “Calabouço” foi o cenário da morte do estudante Edson Luís, estopim das grandes passeatas, em 1968. Esta história agora vem à tona no documentário que está sendo feito pelo cineasta argentino-brasileiro Carlos Pronzato, com produção do advogado Paulo Gomes, do jornal digital Rede Democrática. Não é a primeira vez que o advogado brasileiro e o cineasta argentino se encontram. Ano passado, Carlos Pronzato, formado em artes cênicas na Universidade Federal da Bahia (UFBA), realizou o filme “Carlos Marighella – quem samba fica, quem não samba vai embora”, no qual Paulo Gomes dá um depoimento. Ex-militante da Ação Libertadora Nacional (ALN), liderada por Carlos Marighella, Paulo foi um dos fundadores do PDT, o partido de Leonel Brizola, surgido depois da Anistia. Casado com a professora Edna Calheiros, presidente da AMEAS, Associação de Mulheres Empreendedoras Acontecendo em Saquarema, Paulo mergulhou junto com Carlos  no resgate da luta política nos anos 60, para divulgar aos jovens de hoje uma parte da história que os livros didáticos teimam em esquecer.

Rádio Globo – Paulo, como vocês chegaram ao tema do “Calabouço”?
Paulo – Em março, faz 46 anos do assassinato do Edson Luiz, um símbolo da luta do movimento estudantil. O “Calabouço” era um restaurante de estudantes, que foi fechado pelo governo que o transferiu para um galpão inacabado, construído às pressas, sem piso, com uma comida de péssima qualidade, o que gerou protestos dos estudantes. Naquela época, todo o movimento estudantil estava em ascensão. Em um dos protestos no Calabouço, a Polícia Militar chegou atirando, com tropa de choque, e reagimos com pedras e paus. No conflito, foi assassinado de forma cruel o estudante Edson Luís, gerando um fato político que repercutiu em todo o Brasil. Nós pegamos o corpo dele, passamos pela Santa Casa para saber se estava realmente morto, o que foi constatado por 2 médicos. Depois, passamos em cortejo pelo consulado americano, onde também protestamos, e levamos o corpo para a Assembleia Legislativa, hoje Câmara de Vereadores do Rio, onde o corpo foi velado durante toda a noite. De manhã, já tinha aproximadamente 60 mil pessoas na Cinelândia. No final da tarde, levamos o corpo, em passeata, para o cemitério São João Batista, em Botafogo. Chegamos à noite. Durante o enterro, apagaram as luzes do bairro. Foi um terror!

Rádio Globo – Nesse período você já estava ligado à ALN?
Paulo – Eu me liguei à ALN no processo de fechamento do Calabouço. Meu irmão tinha participado de uma manifestação em 1966, onde perdeu uma das mãos, o que me marcou muito. Com a radicalização do movimento estudantil, em 1968, onde o Calabouço estava inserido, eu fui preso e condenado a 12 meses de prisão, cumpridos integralmente. Em outubro de 69, saí da prisão e encontrei a ALN. Mais tarde, eu entrei no PDT através do jornalista Neiva Moreira, quando o ajudei a fundar o partido no Maranhão. Depois voltei ao Rio, onde trabalhei como advogado contratado da Riotur. Hoje, estou no jornal online “Rede Democrática” e apoio movimentos sociais.

Rádio Globo – Como será o filme “Calabouço” que está sendo feito junto com o Carlos?

Paulo – O Calabouço foi uma fagulha do movimento estudantil. Vamos mostrar a história daquela época, através de depoimentos. Estamos entrevistando pessoas importantes como Elinor Brito, Edilberto Veras (Ceará), Geraldo Sardinha, um lutador que saiu do movimento estudantil e foi para o Uruguai, onde passou 4 anos na cadeia; jornalistas como o fotógrafo Evandro Teixeira; músicos como o cantor e compositor Sérgio Ricardo; advogados que apoiaram o movimento, professores e outros. Você sabe que têm aparecido muitos documentários sobre aquela época. Recentemente, participei da novela “Amor e Revolução”, do SBT, no capítulo sobre a ALN. 

domingo, 30 de março de 2014

Chapa Quente, 30 de Março de 2014



Dominó Ficha Suja

É impressionante a fileira de gestores e ex-gestores de Chapadinha condenados por tribunais de contas ou respondendo processos na justiça comum. Vai chegar o dia em que na hora da convenção pra escolher candidatos o mestre de cerimonia vai perguntar: – Tem alguém com a ficha limpa ai?  


Roseana Magda
Vocês já viram o tanto de bobagem que a governadora Roseana tem dito nos últimos dias?! Primeiro ela disse que a violência tinha aumentado porque o Estado tava mais rico (imaginem como não deve ser o terror na Suíça), depois declarou que ia deixar o Maranhão no primeiro mundo (Belágua já tá até parecida com Paris) e agora ele fala que não investiu no sistema penitenciário pra não ajudar bandido (facilitou fuga, ônibus queimado e violência geral ou não?). Ela tá cara vez mais parecida com a Magda do Sai de Baixo. Cala a Boca Rose!. 

A Novela do Celular Perdido


Internet: Dois Pesos e um Controle   
Lembram daquele contrato de internet que uma  empresa fatura R$ 450.000,00 e a outra R$ 324.000,00 pra prestar o mesmíssimo serviço? A Chapa Quente descobriu que a diferença seria uma gratificação cobrada por um figurão pra ficar em cima Controlando se o pagamento àquele fornecedor não atrasa. Tem aluguel e outros rolos, mas isso a prefeita não sabe, posso garantir. Sabe de nada a inocente! Mais detalhes nos próximos dias. 


Tá Vivo?
Depois de 18 meses afastado de Chapadinha, após perder as eleições de outubro de 2012, o deputado Magno Bacelar reapareceu ontem, faltando três meses para o período eleitoral de 2014. A Chapa Quente conseguiu captar o que disseram a prefeita e o presidente da câmara durante a solenidade, vejam acima. Resta saber se o povo tá morto. 

Torcida Elefantão
Como o Governo do Estado tá devendo o Ginásio de Esportes faz 24 anos (4 mandatos só de Roseana), não sei o Luis Fernando merece ganhar voto caso aquela obra fiquei pronta. Mas acho justo arrumar uma vaga pra ele jogar no dia da inauguração pelo time de Belezinha. Por enquanto ele deve animar nossa torcida pro Elefantão ficar pronto. Um bom Mascote!   



Deus Te Livre do Machado de Assis

sábado, 29 de março de 2014

Chapadinha 76 Anos de Luta



Derradeira Flor
Posta a flor ao sereno manso da campina
Aos tuncunzeiros e unhas-de-gato
Malícias, urtigas e tudo mais que há no mato

Flora protetora
Perfura, corta e causa dor

No centro da Chapada
Ainda vive a mesma flor
Filha da mulher que luta
Dos homens na labuta
Da juventude inculta

E, toda a selva viçosa
Ameaçada por hordas
De abutres, roedores, e outros rastejantes
Já não tendo carniça
Pra saciar seu ímpeto destruidor e voraz

Só lhes resta devorar a flor

Mas, somos tantos tuncunzeiros, urtigas,
Malícias, unhas-de-gato
E tudo mais que há no mato

Pra defender nossa flor
Da fauna vil e teimosa
Haveremos de causar muita dor

* Homenagem a Chapadinha hoje e sempre uma de minhas maiores referências na vida!!!! Poema de Autoria do Titular do Blog Publicada em 2007. 

sexta-feira, 28 de março de 2014

76 Anos: Nota da Prefeitura Mente Sobre Agenda de Fábio de Melo e Ressalta Discriminação a Padres de Chapadinha


A prefeita Belezinha tenta explicar a exclusão da Igreja Católica na programação oficial do aniversário de Chapadinha, mas acaba mentindo quanto a impossibilidade de contratar o Padre Fábio de Melo e dando mais uma prova de discriminação contra a paróquia de Chapadinha informando ter convidado padres de Anapurus para participar dos eventos. Veja abaixo a nota da prefeitura.  

“Sobre a não participação da igreja católica nas comemorações, a prefeita Belezinha lamentou e lembrou que abriu espaços para todos os segmentos e lideranças religiosas, inclusive, foi estudada a participação do Padre Fábio de Melo, mas devido a agenda e cachê do pároco, não foi possível para este ano de 2014, e a Secretaria de Cultura já está articulando a vinda do mesmo para o aniversário da cidade em 2015. Sobre o show de amanhã, um renomado e querido pároco da cidade de Anapurus foi convidado para fazer a abertura do evento, mas por motivo particular não pôde comparecer. “Enquanto elaboramos a programação, convidamos todas as lideranças religiosas para participar, inclusive a Igreja Católica, e bandas da igreja, mas que por força maior, não puderam confirmar a presença, o que lamentamos profundamente. Pois a ideia era envolver a todos na celebração. Aproveito o momento para esclarecer que não há na acepção de religião, os shows que serão realizados no sábado é para Deus, que eu penso ser um único entre todos. O momento é de pedir paz para o mundo e agradecer as bênçãos recebidas” - explicou Belezinha.” Confira a íntegra da nota no site da prefeitura, aqui.

A tentativa de explicação da prefeita começa a ser desmentida pelo site do Padre Fábio que não consta compromisso para o dia 29 de Março e termina reafirmando a raiva da prefeita contra o Padre Neves e a discriminação aos católicos convidando um pároco de cidade vizinha.

A Paróquia de Nossa Senhora das Dores ainda não se manifestou sobre a nota e explicações de Belezinha. 

Agenda do Padre Fábio Não Consta Compromisso em 29 de Março

Gil Lopes Confirma Candidatura a Deputado e Apoio a Flávio Dino


O ex-secretário municipal de Chapadinha, que atualmente é vereador e presidente da Câmara Municipal de Barra do Corda, Gil Lopes (SDD) confirmou sua pré-candidatura a deputado estadual e declarou total apoio à pré-candidatura de Flávio Dino ao governo do Maranhão. 

Ao ser questionado sobre uma possível candidatura sua para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa, o vereador do SOLIDARIEDADE afirmou que será candidato. "Sou pré-candidato a deputado estadual pelo grupo de oposição no estado que necessita muito de um novo tempo. Tenho muito a contribuir com o Maranhão e tenho certeza de que seremos vitoriosos nessa jornada", declarou o vereador.

Gil Lopes – que na última eleição de 2010 apoiou o deputado Magno Bacelar – foi eleito presidente da Câmara ano passado e de forma antecipada garantiu sua reeleição para o Biênio 2015/2016, contando com apoio integral dos vereadores para dirigir o parlamento cordino.

O pré-candidato que exerce seu quarto mandato de vereador é muito habilidoso e conhece como poucos os caminhos de uma boa articulação política. 

Em 2012, ainda na pré-campanha, Gil era um dos pré-candidatos a prefeito de Barra do Corda, mas em nome da unidade, assim como outros nomes, decidiu por apoiar Eric Costa que acabou vencendo a eleição. O presidente faz parte da base de apoio ao governo municipal.


O blog (Barra do Corda News) recebeu informações de outras regiões do estado de que Gil Lopes já tem importantes apoios firmados para sua candidatura de deputado estadual.

Com Informações do Barra do Corda News

Machado de Assis: Promotor Aponta Indícios de Fraude em Concurso de Paraibano



O Ministério Público do Maranhão, por meio da Promotoria de Justiça de Paraibano, representada provisoriamente pelo excelentíssimo promotor de justiça Francisco Fernando de Moraes Filho (foto), realizou ontem (25), uma reunião com Amaury Carneiro editor deste site de notícias e Léo Lasan do site Paraibano News, a reunião teve como pauta o resultado final do concurso público deste município e, as ações que o MP está realizando em relação ao mesmo.

De acordo com o promotor, o Ministério Público Estadual, solicitou ao Instituto Machado de Assis, através de ofício, no dia 24 de janeiro, os gabaritos originais após a divulgação do resultado final do concurso público. Para que os mesmos fiquem de posse da justiça.

Depois da realização da primeira e da segundo etapa do concurso, uma equipe formada por três promotores e sete servidores do Ministério Público, carimbaram e fotografaram os gabaritos por amostragem, com o objetivo de tentar diminuir o máximo possível a tentativa de fraude, ato corriqueiro principalmente nas pequenas cidades do Maranhão. Ainda de acordo com o promotor, com essa ação do MPE, os possíveis fraudadores tiveram de se expor muito mais.

“Não estamos aqui para beatificar o concurso, espero que a instituição Machado de Assis seja uma instituição séria” Diz o promotor.

“Antes dessa ação do MP, os possíveis responsáveis pela suposta fraude poderiam saber o resultado do concurso e tentar fraudar posteriormente, por exemplo; possivelmente, poderiam, onde há uma ou duas vagas, colocar dois ou três pontos a mais para o beneficiado; a fraude posterior foi evitada. Mas, como o eventual candidato a ser beneficiado não sabia do resultado dos demais, ele procurou fechar a prova ou ficar perto disso, temos muitos suspeitos não estou afirmando são só hipóteses”. Relatou Francisco Fernando.

O promotor ainda afirmou que o resultado final do certame apresenta outros indícios de fraude e de irregularidades, os quais violam o princípio da Administração Pública. Um dos fatores suspeitos é a aprovação de um número considerável de candidatos que têm relação direta com a administração municipal, outro fato que chamou a atenção do MP e da sociedade, foi a disparidade gigantesca de pontuação entre a primeira e o segundo colocado para o cargo de engenheiro, o outro foi o candidato que ficou em primeiro lugar para o cargo de procurador do município fechar a prova, além da maioria dos primeiros ou segundos colocados, serem parente ou ter uma ligação muito forte com a prefeita e familiares.

“Não estamos avaliando a capacidade intelectual dos candidatos, não é isso, mas, são indícios muito forte de fraude e, chamou a atenção da sociedade e do MP. O Ministério Público, está aqui para atender a população, qualquer informação que possamos chegar a uma prova, tragam que iremos apurar” Completou o promotor de justiça.

O MPE, está de olho na conduta dessa instituição nos demais concurso elaborado por ela em outras cidades, caso haja suspeita de fraudes em todos os demais certames feito pelo Instituto Machado de Assis, o MPE poderá entrar com uma ação suspendendo as nomeação dos candidatos aprovados.

ACÚMULO DE CARGO
O promotor Francisco Fernando, citou os casos de acumulo de cargos, como o da vereadora Valdênia Sá, por exemplo, terá que optar entre um dos seus cargos. Não podendo ficar com dois empregos de funcionário público mais o de vereadora, isso configura acúmulo de cargo, o que é proibido.

“Para que possamos tomar uma medida concreta para anular um concurso, precisamos de provas cabais para nos embasarmos, e isso ainda não temos, o que temos são indícios; portanto, qualquer suspeita que possa levar a uma prova concreta, a comunidade precisa denunciar, comunicar ao Ministério Público, para que possamos tomar as providências cabíveis” Finalizou o promotor de Justiça.


quinta-feira, 27 de março de 2014

76 Anos: Vereador Manin Lopes Critica Programação da Prefeitura


O vereador Manin Lopes /PT, que compõe a base aliada da prefeita Belezinha, foi o primeiro a usar a tribuna na sessão da tarde de hoje e, de posse do convite oficial da prefeitura com a programação da festa de aniversário de Chapadinha, dirigiu críticas ao convite, às inaugurações, programação e aos eventos culturais previstos.

Manin começou criticando a inclusão de fotografia da prefeita no convite que segundo é seria uma personificação indevida nunca vista em comemorações anteriores. “Sobre o aniversário da cidade, a gente ver aqui um convite aqui da prefeitura, eu já tinha recebido vários convites durante esses 76 anos de Chapadinha, mas nenhum eu tinha visto um convite personalizado com a figura do gestor”, disse o parlamentar.  “Eu tenho vários convites em casa, quando eu era conselheiro ou como cidadão, quando me convidavam, mas nenhum personalizado. Fica aqui o questionamento, isso aqui já passou o período eleitoral, não sei se foi problema da assessoria, mas ninguém pode ficar vendo esses erros”, completou.

O vereador petista também questionou a contratação de uma cantora evangélica, o que ele taxou de outra personalização. “Vai haver a festa de uma cantora que é outra personalização, veja só: dificulta!, personalizam também um artista. Não sou contra (a cantora), mas o município é bem maior que esse artista, os filhos desta terra são bem maiores que um cantor que vem ai pra querer ser mais importante”, declarou Manin Lopes.

Sobre as obras relacionadas para inauguração no dia 29 de março, Manin  reconheceu a importância do poço artesiano da Vila Vitória e mencionou positivamente a recuperação de algumas ruas, mas lamentou as inaugurações de prédios particulares alugados para secretarias. “Temos o poço da Vila Vitória que já tava previsto pra ser inaugurado, vejo que algumas coisas nas estradas que estão sendo feitas, nas ruas há tapa-buracos, agora inaugurar secretaria em prédio particular fica também o questionamento e por hoje é só”, finalizou Manin, em tom levemente irônico. 

Manin recebeu apoio dos vereadores Eduardo Braga/PT, Marcelo Menezes/PRP e Nonato Baleco PDT. 

Birra, Favoritismo Religioso e Inaugurações de Prédios Alugados no Aniversário de Chapadinha

Belezinha e sua Cantora Evangélica 

“Durante todo o dia em diversos pontos da cidade acontecerá jogos, das mais diversas modalidades, e inaugurações com a ilustre presença do Secretário de Estado Dr. Luís Fernando. À noite, na Praça Irineu Veras Galvão, haverá shows com a participação da cantora gospel pastora Ludmila Ferber, e o sorteio de vários prêmios, entre ele uma moto 0k”, assim o site da prefeitura anuncia a programação do aniversário de Chapadinha.

Seria uma programação normal se as inaugurações fossem mesmo inaugurações, se o secretário (e candidato) Luís Fernando não viesse apenas repetir velha promessa, se a exclusividade do show gospel não tivesse revoltado padres e católicos e se o prêmio/isca fosse melhor que uma motinha. 

Ordem de Promessa
Assim como ocorreu em vários outros aniversários durante os 25 anos que o Ginásio de Esportes está em obras sem que o governo do estado o tenha concluído, a nosso Elefante Branco volta a ser prometido. Desta vez é o secretário Luís Fernando quem promete o ginásio pronto e assina a ordem de serviço (às 15h) com direito a festa diante daqueles escombros.  

Inaugurações de Prédios Alugados
Na programação oficial do aniversário a única inauguração de fato é a de um (isso mesmo, um!) poço artesiano (ás 17:30h, na Vila Vitória), de resto a prefeitura aponta como inaugurações a entrega oficial de uma série de prédios alugados pela prefeitura: 15:30h - Inauguração das Novas Instalações da Secretaria Municipal de Assistência Social (prédio alugado da mesma empresa do polêmico contrato do fornecimento de Internet);  16:30h - Inauguração das Novas Instalações da Secretaria Municipal de Educação (a prefeitura deixou prédio próprio para alugar nova sede para a SEMED, a câmara aprovou pedido de informação sobre os proprietários do imóvel e mais detalhes do negócio).

Ainda na programação consta às 18 horas a entrega de aparelhos de ginástica na Praça Irineu Galvão, neste caso, a prefeitura – que já inaugurou raspagem de ladeira na zona Rural, com direito a descerramento de fita e discurso – caiu na real e escapou de pagar novo mico inaugurando modestos aparelhos. Confira a programação no cartaz publicado abaixo. 

Birra Pessoal e Favoritismo Religioso
Apesar de a Paróquia de Chapadinha haver criticado durante a prefeita Belezinha pela contratação exclusiva de bandas e uma cantora gospel de denominações evangélicas, a prefeitura insistiu em favorecer a preferência religiosa da gestora municipal.

“A arbitrariedade continua livre em determinados setores públicos. Não sei, (nem interessa, talvez muito, saber de quem é a decisão!) mas que o atuar do atual Governo Municipal pratica discriminação religiosa descarada, isso parece evidente. Discriminação no número de nomeações, na disponibilidade colaboradora, na força para escolher a participação em qualquer ação pública”, disse boletim da Paróquia.

A Igreja Católica reclama de forma ainda mais contundente: “Achamos ridícula, totalmente inconveniente e provocadora de indignação pública a pretensão de transformar a Prefeitura em entidade confessional, chamando só artistas com conhecida orientação protestante para a ocasião da solenidade do dia de Chapadinha. Foi assim no ano passado. É assim que está anunciado para este ano, o que mereceu até a reprovação dos grupos católicos de música locais”, critica a Paróquia. Leia a íntegra da nota da Igreja aqui.

Feliz Cidade? 

A programação do aniversário de 76 anos de Chapadinha é um resumo exato dos dias atuais e da falta de motivos para festas, uma demonstração perfeita da inoperância de uma gestão mergulhada e em seríssimas denúncias de corrupção, que já recebeu milhões e milhões em 1 ano e 3 meses e não consegue inaugurar uma obra de médio porte e é, por fim, o mais completo atestado de autoritarismo, de imposição do gosto pessoal da prefeita evangélica e de aposta na discórdia entre os cidadãos de uma cidade que avança mais um ano dando um ou mais passos atrás em sua busca pela felicidade. 

Cartaz da Programação Oficial 


quarta-feira, 26 de março de 2014

Insegurança! PM Decide Entrar em Greve


Do Blog do John Cutrim

Policiais Militares decidiram, em assembleia geral realizada na noite desta quarta-feira (26) na Fetiema, paralisar as suas atividades. Os militares estão aquartelados no estacionamento da Câmara Municipal de São Luís, no Centro.

No interior, policiais de Imperatriz, Timon, Caxias, Bacabal, Matões, Parnarama também aderiram ao movimento e já paralisaram. Existe a possibilidade da retirada de policiais militares do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Os militares reclamam do reajuste de apenas 7% concedido, em ano eleitoral, pela governadora Roseana Sarney à categoria. Segundo os policiais, não se trata de aumento, mas de reposição salarial, pois refere-se a perdas salarias e não a aumento real de vencimentos.

Entre outras reivindicações, a anistia do Cabo Campos e Soldado Alexandre Leite, 5,6% que o governo deu para novembro que seja para abril e 8% em novembro.

Com menor efetivo de policial do país, os policiais militares maranhenses pedem implantação de reajuste de 18% (mesmo percentual que foi concedido a servidores de outras categorias) e das perdas salariais, além de mudanças nos critérios de escalonamento, promoção e jornada de trabalho, adicional por periculosidade, substituição dos coletes balísticos e das munições que estão sendo usados com prazo de validade vencido. Falta armamento e até fardas para os policiais.

Segundo os PMs, sempre que se concede um reajuste a servidores públicos, a categoria fica de fora, e o reajuste anunciado recentemente, de 7%, não é um aumento real, pois é referente ao acordo firmado em 2011.

Há muito tempo existe uma revolta generalizada dos policiais militares e bombeiros maranhenses. A governadora Roseana maltrata e humilha os militares estaduais e nunca tratou a corporação com respeito. Ao longo de quatro mandatos, a filha do senador José Sarney nunca valorizou/incentivou os policiais militares  e bombeiros e muito menos investiu como deveria na tropa.

Foi no governo de Roseana Sarney, em 2011, que, pela primeira vez, a Polícia Militar entrou em greve. Agora, a desprestigiada briosa para novamente.


Reconhecemos que os bravos policiais militares, mesmo com todas as dificuldades, cumprem com mérito suas obrigações em defesa do cidadão maranhense, independente do governo. Por outro lado, eles jamais aceitarão o tempo todo serem esquecidos, vilipendiados e maltratados por Roseana e seus aliados. Todo nosso apoio aos policiais militares e bombeiros do Maranhão. A causa é justa, desde que a população não seja penalizada.

Concurso: Machado de Assis Faz Confusão entre Chapadinha e Cajazeiras (PI) e Aumenta Dúvida Entre Inscritos


O Instituto Machado de Assis acaba de deixar os inscritos no concurso público, promovido pela prefeitura de Chapadinha, ainda mais confusos com a divulgação de um aviso e cronograma atualizado. A confusão se fez quando o concorrente abre o link relativo ao concurso de Chapadinha e no documento de aviso e de novo cronograma se observa que abaixo do timbre da instituição consta o nome do concurso da Prefeitura Municipal de Cajazeiras no Piauí. Para acessar a página do concurso de Chapadinha clique aqui

Os concurseiros de Chapadinha estão sem saber se o Machado de Assis publicou informações do concurso de Cajazeiras no link do certame de Chapadinha ou se apenas aproveitou o formulário de concurso daquela cidade e esqueceu-se de alterar colocando o nome de Chapadinha.

Mais uma falha que precisa ser corrigida ou esclarecida antes de a "competente" Machado de Assis começar a apontar erros dos candidatos a cargos públicos em Chapadinha.  

Atualizado às 21:31h - Minutos depois da matéria o Instituto Machado de Assis alterou o nome de Cajazeiras para Chapadinha. 




Levi Pontes Fortalece Oposição e Recebe Apoio em Urbano Santos, São Benedito e Belágua



O dirigente do Partido Solidariedade e pré-candidato a deputado estadual Levi Pontes cumpriu extensa agenda de reuniões e visitas aos municípios de Belágua, Urbano Santos e São Benedito do Rio Preto com o objetivo de articular o partido na região e de fortalecer seu projeto de representar o Baixo Parnaíba na Assembleia Legislativa.

No sábado (22) Levi Pontes visitou as três cidades, participou de uma reunião pública em Belágua e na oportunidade dialogou com lideranças comunitárias e sindicais de trabalhadores rurais e agentes comunitários de saúde.

Além de trabalhadores rurais e sindicalistas, a reunião em Belágua contou com a participação de vereadores e personalidades de São Benedito do Rio Preto e Urbano Santos e a tônica foi a luta pela mudança no estado e a necessidade de ter deputados que representem os interesses daquelas comunidades.

Irmão Samuel Presidente do STTR de Belágua Declara Apoio a Levi Pontes
O presidente do STTR de Belágua, Irmão Samuel, disse que conversou com as comunidades e depois de ouvir sua base decidiu declarar apoio a Levi Pontes. “Agora posso dizer que estamos aqui dispostos a arregaçar as mangas, eu precisava ouvir a diretoria do sindicato e conversar com as pessoas das comunidades e depois de tudo creio que teremos uma jornada agradável pela frente”, disse o dirigente. “Por tudo que a gente ouviu a seu respeito, Dr. Levi, eu quero dizer que vamos trabalhar pra você”, completou o sindicalista, garantindo apoio a Levi Pontes.

Ex-Secretário Wilson Viana Deixou a Prefeitura pelo Projeto da Oposição Estadual 

O ex-secretário de infra estrutura de São Benedito, Wilson Viana, relatou que resolveu se afastar do governo para manter sua posição de votar na oposição estadual e também declarou apoio a Levi. “Jamais aceitarei votar nos candidatos que sempre trouxeram atraso para o nosso estado, então hoje eu me desliguei do governo do município e estou aqui junto com o Dr. Levi buscando mudança para o nosso estado”, afirmou o ex-secretário.

Vereador Wallas Rocha, Mais Votado em São Benedito, Confirma Levi como Seu Estadual 

O vereador Wallas Rocha do PTC de São Benedito também confirmou apoio ao projeto de mudança encabeçado por Flávio Dino e Levi Pontes. “Ao invés de apoiar uma pessoa de outra região ou mesmo da Capital decidi apoiar Dr. Levi que é conterrâneo da gente e amigo de todas as horas. Eu digo: já tá na hora da mudança e a mudança tá aqui com Levi e com Flávio Dino para o governo”, declarou o vereador mais votado naquele município, nas eleições de 2012.

Levi Pontes Discursa Durante Encontro com Sindicalistas


Após agradecer as adesões dos sindicalistas ao Solidariedade, Levi questionou as condições sociais de Belágua e região, responsabilizou a oligarquia pelo atraso do Maranhão e destacou sua atuação em todos os municípios do Baixo Parnaíba que o credencia para representar a região. “Quero dizer a vocês que entro neste projeto sem a vaidade de ser político ou ter mandato, o que me motiva é a possibilidade do reconhecimento de vocês e a consciência de um dever cumprido. Amanhã quando os senhores disserem que o Dr. Levi foi um deputado presente, sério, cumpridor dos deveres e que dava as respostas que o povo esperava dele. Esse é meu compromisso, meu objetivo e será minha satisfação”, finalizou Levi Pontes. 

Mais Fotos

Vereador Irmão Valter do PTC de São Benedito, Também Acompanha Levi

Empresário Guto do SDD de Urbano Santos Apoia Levi Pontes e Simplício Araújo


Ribamar Liderança dos Trabalhadores de Belágua 

Desespero: Luis Fernando É Uma “Ordem de Serviço”


Do Blog do Ed Wilson

Os blogues, jornais e rádios controlados pelo governo do Maranhão entraram em uma espécie de fadiga pré-eleitoral, numa tentativa desesperada de tirar do chão a candidatura de Luis Fernando Silva (PMDB).

Nunca antes na História do Maranhão uma eleição foi tão difícil à oligarquia Sarney. Com toda a força da máquina do governo, um gigantesco aparato de mídia, currais eleitorais, cooptação de prefeitos e dinheiro sobrando, é muito difícil inventar Luis Fernando.

Nos blogues alinhados ao governo, há um excesso de fotografias e matérias chapa-branca, tentando de toda maneira dar visibilidade ao candidato.

Luis Fernando foi deslocado da Casa Civil para a Secretaria de Infra-Estrutura, onde teoricamente ganharia status de realizador. Não funcionou. Ele continua no fim da fila nas pesquisas.

O candidato da oligarquia já não é uma pessoa, é uma "ordem de serviço", transformou-se em um apetrecho publicitário que cansa o eleitor antes do tempo.

A cada duas postagens dos blogues alinhados ao governo, uma é relacionada aos feitos de Luis Fernando, sempre assinando "ordens de serviço" para isso e aquilo. 

Todo mundo sabe que parte das obras não sairão do papel. As manchetes dos blogues e jornais viciados servem para construir um imaginário sobre o candidato, como se ele fosse um grande administrador, empreendedor, visionário até.

A Secretaria de Comunicação (Secom) do Governo do Maranhão, onde há bons profissionais, comete o erro de transformar Luis Fernando em uma visagem. Ele não é mais um ser humano, é uma "ordem de serviço", um político de papel, sem carisma nem afeto junto ao povo.

Não tem marketing que dê jeito em candidato assim. Ele cansa o eleitor, provoca desinteresse e falta de interatividade.

É o típico caso em que o excesso de exibição da imagem joga contra a candidatura. Muito barulho por nada, como diz o filme.

O pessoal competente da Secom sabe disso, mas não tem outra saída, porque o candidato é tecnicamente preparado mas não tem cheiro de povo nem de voto.

Uma coisa é ser prefeito na paróquia de Ribamar, em circunstâncias muito favoráveis. Outra é disputar uma eleição majoritária no Maranhão.

Quanto mais aparece em fotos, títulos e textos, menos Luis Fernando interessa ao povo. Falta pouco tempo para reinventá-lo e as pesquisas desesperam o Palácio dos Leões.


Tudo indica que o Maranhão vai tremer em 2014.

terça-feira, 25 de março de 2014

Concurso: Inscritos Apontam Irregularidades e Devem Pedir Anulação do Certame


Um grupo de inscritos no concurso público realizado pela prefeitura de Chapadinha, no último dia 16 de março, se reuniu esta tarde na Câmara Municipal onde externaram várias reclamações e denúncias contra o Instituto Machado de Assis e resolveram formar uma comissão para lutar pelos direitos dos participantes do concurso que se sentem prejudicados pelas possíveis irregularidades.

Prédio Abandonado
A primeira denúncia foi apresentada por quatro concorrentes da cidade de Afonso Cunha que foram entregar os recursos no endereço do Instituto e encontraram o local com aspecto de prédio abandonado e sem condições de funcionar. O professor Walterlin Luiz de Oliveira relatou que no local não havia sequer equipe para receber os recursos e que fora atendido por um funcionário que assinou recebendo os recursos e não colocou carimbo ou emitiu protocolo.

As fotos divulgadas na reunião já haviam sido publicadas no blog Labareeda Notícias, que estranhou o prédio da instituição. “O IMA ( Instituto Machado de Assis ) está praticamente abandonado, pois as imagens mostram o estado que esta a instituição, pois além de lixo, prateleiras totalmente vazias, papeis espalhado por toda parte, rabiscos de informações em vários locais da sala e apenas dois funcionários no instituto, em uma sala que mede aproximadamente 3X4m, com dois birôs, 03 cadeiras e uma mesa de apoio onde estavam os requerimentos enviados para empresa demonstrando assim o tamanho da desorganização, deixando para traz o Compromisso, Competência e a Credibilidade que eles usam em sua logomarca”, relatou o blog. Veja fotos abaixo. 

Outras Denúncias
Entre as denúncias os inscritos relataram que pessoas foram autorizadas a ir ao banheiro várias vezes enquanto outras eram impedidas de fazer o mesmo; que não houve fiscalização em celulares, em alguns casos apenas o aconselhamento para que fossem desligados, mas sem a devida averiguação; dados de inscrição como cargo trocados, muitos concorrentes para vagas na Zona Rural tiveram dados mudados para Urbana; pessoas ligadas a políticos e ao governo declarando antecipadamente ter atingido pontuações elevadas e já comemorando aprovação; o número do telefone do Instituto Machado de Assis não atende às ligações; concorrentes impetraram recurso que pode anular 10, 13 e até 15 questões de uma prova de 40; provas idênticas às aplicadas em concursos anteriores (do mesmo Machado de Assis) teriam sido repetidas em Chapadinha; plágio integral de questões de vários concursos; nomes de inscritos em duplicidade ou uma pessoa com duas inscrições diferentes; falta de verificação quanto a identidades de candidatos e suspeita de terceiros fazendo provas no lugar de inscritos; entre outras.

Comissão
Diante das denúncias os concurseiros resolveram formar uma comissão de 8 pessoas para representar os inscritos, tornar públicas as queixas, centralizar o volume de recursos impetrados, colher novas provas ou indícios de irregularidades para eventual pedido de anulação do concurso pela via judicial.

Outro Lado

O blog ligou para o número do Instituto Machado de Assis e também não foi atendido. Uma fonte ligada à prefeitura disse que a Machado de Assis alegou que a empresa estaria em processo de mudança de endereço, mas os candidatos que foram até o local disseram não haver qualquer placa ou cartaz indicando novo endereço ou local de funcionamento da firma responsável pelo concurso que teve mais de 7 mil concorrentes.

Situação do Prédio do Machado de Assis 





Roseana Sarney, a Estúpida


Do Blog do John Cutrim

Certa vez, o atabalhoado Ricardo Murad (hoje atual secretário de Estado de Saúde) – quando fazia de conta que era oposição à família Sarney – chegou a dizer que Roseana Sarney era uma farsa, não entendia absolutamente nada. Com proeza, ele resumiu bem a essência da mandatária. Talvez esta uma das poucas declarações lúcidas e sensatas de Murad.

Pois bem, as últimas declarações destrambelhadas de Roseana dizendo que a violência no estado cresceu porque o Maranhão é rico e a última, concedida em um evento nesta segunda-feira (24), o qual afirmou que não era importante investir no sistema carcerário, só confirma o que Ricardo disse há alguns anos. A filha do senador José Sarney é despreparada, inapta e incapaz. Um desastre.

Ao desconhecer o significado da palavra ressocialização de presos, a sem noção Roseana dá a entender que um detento não pode se reabilitar. Pior, e causa muita preocupação, é o entendimento da governadora, de relegar o sistema prisional maranhense e, ao menosprezá-lo, não fazer os investimentos necessários (quem não lembra que o Maranhão teve que devolver R$ 22 milhões ao Departamento Penitenciário Nacional por puro descaso).

Se já está ruim, com rebeliões, mortes, decapitações, a situação só tende a piorar por conta da estultice de uma desqualificada para o posto que não tem dimensão dos problemas do estado e muito menos soluções. Continuamos correndo grande perigo tendo o governo nas mãos de uma gestora irresponsável.

É com essa concepção medieval da governadora, inabilitada para ocupar o cargo, que os maranhenses convivem durante quatro mandatos. A mente atrasada, fechada de Roseana fez com que o Maranhão fosse penalizado ao longo de décadas de tanto desgoverno, alcançando os piores indicadores sociais e o título de estado mais miserável da federal. Tão pobre quanto os conhecimentos da oligarca.

Ou será que a governadora asna não sabe que a onda de violência que assola o estado está diretamente associada aos que estão presos em Pedrinhas? É de lá que sai ordens para que ocorram assaltos, assassinatos, roubo de bancos aqui fora. As facções têm seus QGs instalados no complexo penitenciário maranhense. Partiu justamente do presídio de Pedrinhas a ordem para atear fogo em ônibus e realizar ataques em São Luís, mas infelizmente a governadora desconhece isso (não só isso, como quase tudo).

Por essas e outras que a sinhazinha é proibida de falar em situações adversas, é cada pérola… O próprio irmão, Fernando Sarney já teve vários embates com Roseana devido suas peripécias verborrágicas oriundas da falta de conhecimento.


É, infelizmente, com esse pensamento torpe da limitada Roseana Sarney (a estúpida!) que a violência vai avançado e o Maranhão segue ladeira abaixo. Haja ignorância!

segunda-feira, 24 de março de 2014

Danúbia Candidata: Notícia, Dificuldades e Exclusividade Magnúbia


A Notícia
Veio da página do Jorge Aragão (Sistema Mirante) a confirmação do que este Blog já vinha dizendo desde o ano passado, – desmentindo as insistentes negativas de contas reprovadas e afirmações de Magno Bacelar quanto à sua possibilidade de disputar as eleições 2014 – Danúbia é apresentanda por seu partido o PMN como candidata a deputada estadual, com direito a foto (acima), em reunião ocorrida na última sexta-feira, dia 21.

Veja abaixo a relação dos pré-candidatos a deputado estadual presentes ao evento do PMN, de acordo com o jornalista Jorge Aragão.

Eduardo Braide, Lima Neto, Abdon Murad, Claudinho Polary, Francisco Dias, Danilo Silva, Vicente Anchieta, Karina Leda, Jackson Bulhões e Rui Palhano (todos de São Luís), Zé Henrique (Parnarama), Vereador Tuá (Timon), Herbeth Viana (Bacabal), Antonio Reis (Balsas), Antonio Matias (Grajaú), Alexandre Araújo (São Francisco do Brejão), Zé Eider (Colinas), Catulé Junior (Caxias), Araújo Neto (Codó), Danúbia Carneiro (Chapadinha) e Jociedson Aguiar (Vargem Grande);

As Dificuldades
Assim como a tentativa de manter a versão da candidatura impossível de Magno Bacelar fazia parte de uma estratégia para conter a perda de apoio que acontece a olhos vistos, por haver ainda a possibilidade de apoio ao deputado Carlos Filho a pedido de Roseana e pouca movimentação ou presença do casal se tem visto em Chapadinha, a inclusão da ex-prefeita no rol de pré-candidatos pode ser um novo engodo. Para ser levada a sério, Danúbia deve arregaçar as mangas, correr atrás de apoios perdidos e começar a mostrar adesões mínimas que sejam na classe política de Chapadinha (já que não tem nenhuma outra base eleitoral), uma vez que ganhar votos simplesmente pelo inconteste fracasso do governo Belezinha é um sonho hoje muito distante da realidade para Danúbia.

Exclusividade Magnúbia

Quem acompanha a história recente da política municipal sabe que o declínio da liderança do deputado Magno começou quando ele insistiu em colocar Danúbia na prefeitura, demonstrando desconfiar de outras lideranças do grupo que detinha o poder local. A estreita ligação entre Magno e Danúbia – tratada como siameses políticos em texto de minha autoria, em abril de 2009, releia – ressurge agora sem o poder de imposição de quem controlava a prefeitura, mas – e por isso mesmo – relembra a cabos eleitorais, a ex-candidatos, suplentes, vereadores e a todos que não existe mais propriamente nem Magno nem Danúbia e, sob o domínio do novo ser criado pelo casal político, só haveria papel de destaque para Magnúbia.