segurança

segurança

sábado, 31 de dezembro de 2011

Feliz 2012


"O Ano Novo ainda não tem pecado:
É tão criança...
Vamos embalá-lo...
Vamos todos cantar juntos em seu berço de mãos dadas,
A canção da eterna esperança."

Com os versos de “Mário Quintanaeste blogueiro deseja a todos um feliz 2012.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

INCRA Desapropria Terras em Chapadinha

Superintendente José Inácio

Nesta segunda-feira (26) foram publicados no Diário Oficial da União os primeiros decretos de desapropriação de terras para fins de reforma agrária assinados pela presidenta Dilma Rousseff. São 60 imóveis rurais, somando área de 112,8 mil hectares para assentamento de 2,7 mil famílias de trabalhadores rurais. Dessas áreas, 15 estão no Maranhão.

Dos 60 imóveis constantes dos decretos, 15 são do Maranhão e tem  capacidade para assentar 879 famílias de trabalhadores rurais sem terra. Entre esses imóveis estão: “Bebedouro, Data Laranjeiras”, com área de mil e dezesseis hectares, situado no município de Urbano Santos; “Pavi I e II”, com área de três mil, seiscentos e cinqüenta e um hectares, no município de Vargem Grande; “Boa Esperança, São Braz e Arrupiado”, com área de três mil, oitocentos e quarenta e seis hectares, situado nos municípios de Coelho Neto e Chapadinha.

“A expedição desses decretos não só possibilita o assentamento de centenas de famílias no Maranhão, como reduz o número de conflitos pela posse da terra no estado e ainda preserva o meio ambiente já que, de acordo com os decretos de desapropriação, devem ser mantidas as áreas de reserva legal e preservação permanente dos imóveis decretados para fins de reforma agrária”, informou o superintendente regional do Incra-MA, José Inácio Rodrigues.

De acordo com o superintendente José Inácio, a Autarquia realizou vistorias nesses imóveis rurais e enviou os pedidos de desapropriação das áreas a Brasília para expedição dos decretos, atendendo reivindicações dos movimentos sociais e entidades ligadas aos trabalhadores rurais.

Com a publicação desses decretos, o próximo passo será a Procuradoria Especializada do Incra-MA requerer à Justiça Federal o ajuizamento das desapropriações para fins de reforma agrária. Em seguida, cabe à Justiça Federal autorizar a imissão do Incra na posse do imóvel. A partir daí, as fazendas já podem ser utilizadas para fins de reforma agrária. O Incra expede portaria criando um projeto de assentamento e finalmente as famílias de agricultores passam a ser atendidas pelas ações e programas do governo destinados aos beneficiários da reforma agrária.

Blog do Robert Lobato

Chapadinha: Professores Recebem 15º Salário na Segunda-Feira, Diz Prefeita


Em entrevista agora a pouco ao Programa Direto ao Assunto da Rádio Mirante AM, a prefeita de Chapadinha Danúbia Carneiro anunciou o pagamento de  R$ 1.200,00 nas contas dos professores da rede municipal de ensino.  Danúbia disse que esse valor será depositado na próxima segunda-feira (02/01) que a prefeita chamou de décimo quinto salário.

Danúbia Carneiro anunciou  ainda o pagamento do décimo quarto salário aos Agentes de Saúde do município na próxima segunda dia (02/01). Na quarta-feira (04/01), a prefeitura estará realizando pagamento das Merendeiras.

Informações CN1

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Os 10 Maiores Micos da TV em 2011



Do Blog do Robert Lobato

Suzano Devastou Urbano Santos, Diz Professor


O sociólogo e professor Iran Avelar, que é natural de Urbano Santos, mas leciona em Chapadinha, na escola Raimundo Araujo, manda um comentário à matéria de assinatura do protocolo entre prefeitura e a empresa Suzano que tomei a liberdade de trazer para a parte principal do blog como forma de estimular esse debate da maior importância para nossa cidade. Leiam abaixo.

Urbano Santos hoje se vê traída pela Suzano, foi aqui que eles desembarcaram em 1980, geraram empregos sim, mas deixaram um rastro de destruição ambiental: perdemos nosso cerrado, nosso bacuri, pequi, mangaba, mel, jaborandi, fava danta, para os plantios de eucalipto; perdemos nosso equilíbrio ecológico, nossa biodiversidade; perdemos a força dos nossos grandes rios e riachos; alteramos nossa paisagem de lindos cerrados para a monotonia das florestas intermináveis de eucalipto; testemunhamos conflitos de terra e vimos o seu preço inflacionar do equivalente a R$8,00 o hectare para R$800,00, inviabilizando o lavrador de adquirir terra para suas gerações futuras; sentimos na pele o calor aumentar e as chuvas diminuir passando direto para outras regiões do estado; hoje a sede da cidade está inchada e o cenário é desolador nos povoados rurais, acabou a fartura, comunidades inteiras foram simplesmente extintas.

Hoje a Suzano volta as costas para Urbano Santos e desembarca em Chapadinha esquecendo que deveria ter compromisso social em compensar minha cidade. O protocolo assinado pela prefeita de Chapadinha, o mesmo que foi apresentado para o prefeito de Urbano Santos (que pediu tempo para analisar), é a maior prova do desrespeito da empresa com a região: foi elaborado somente por eles, eles não aceitam alterações, e é "só venha a nós, ao vosso reino, nada.", reduz o ISS de 5% pra 2%, o ITBI de 1% para 0,5%, e estende isso a todas as empresas terceirizadas.

Por outro lado não dá garantia de quantos empregos vai gerar, onde, como e nem pra quem. fala que irá priorizar a “região” nos empregos, mas não diz o que eles chamam de região (o nordeste do Brasil que tem 9 estados e é uma região), e ainda diz que poderá a qualquer momento extinguir os tímidos programas sociais que eles tem nas cidades.

Minha conclusão/opinião: o protocolo é um show de arrogância e prepotência, justificado pelo poder econômico que eles representam e por esse poder, foi imposto aos municípios sem negociações... Para eles nós, os urbanosantenses, os chapadinhenses, etc; somos uma "cambada de mortos de fome" que eles vieram salvar com seus projetos mirabolantes que só servem para encher os seus bolsos e destruir o meio-ambiente às custas de alguns empregos temporários.

Desejo boa sorte a Chapadinha, cidade a qual estou a 2 anos aprendendo a gostar.

Enquanto a Urbano Santos, costumamos dizer: "esse é o pago" pela cidade ter sido a única que aceitou a Suzano entrar em suas terras em 1980 e "comer tudo".



Em tempo: para vocês verem o protocolo que foi imposto aos municípios e mais sobre minha posição acessem www.urbanosantos.blogspot.com

Iran Avelar - Professor 

Foto: Fórum Carajás

Macaco Morto Pode Não Ser a Chita dos Filmes de Tarzan


Morto no último dia 24, o chimpanzé  que, segundo o Santuário Suncoast, nos Estados Unidos, foi o intérprete de Chita nos primeiros filmes de Tarzan teve sua identidade colocada em dúvida por especialistas. Para eles, a suposta idade do animal, que teria morrido aos 80 anos de idade, seria um dos indícios de que não se trata do Chita original.

Debbie Cobb, diretora do santuário na Flórida onde o primata vivia, disse nesta quarta-feira (28) que seus avós adquiriram Chita por volta de 1960, das mãos do primeiro astro de “Tarzan”, Johnny Weissmuller, e que o chimpanzé apareceu em filmes de personagem entre 1932 e 1934. Durante esse período, Weissmuller fez “Tarzan, o homem macaco” e “Tarzan e sua companheira”. Cobb, porém, não apresentou documentos, dizendo que eles foram destruídos em um incêndio em 1995.

Além disso, relatos em Hollywood indicam que o chimpanzé macho chamado Jiggs, ou Mr. Jiggs – intérprete de Chita na época de Weissmuller –, morreu em 1938.

Também contribui para as suspeitas a idade da suposta Chita do Suncoast: um chimpanzé de 80 anos seria extraordinariamente velho, talvez o mais velho já conhecido. De acordo com diversos especialistas e com o Save the Chimps, outro Santuário da Flórida, chimpanzés criados em cativeiro geralmente vivem entre 40 e 60 anos. Já o Lion Country Safari, também na Flórida, diz que abriga um animal que tem cerca de 73 anos.

Uma controvérsia similar, envolvendo outro chimpanzé que supostamente atuou ao lado de Weissmuller, foi revelada em 2008 pelo jornal “Washington Post”. O jornalista e escritor americano Richard Dean Rosen descobriu que um outro primata - também apontado a Chita original -, que vivia em Palm Springs, na Califórnia, tinha nascido por volta de 1960 e que, portanto, não tinha idade suficiente para ter aparecido nos filmes de Tarzan da era de ouro de Hollywood. Os filmes estrelavam o campeão olímpico de natação Weissmuller e tinha a atriz Maureen O’Sullivan na pele de Jane.

Como vários chimpanzés estiveram em filmes do Tarzan feitos nos anos 1930 e 1940, Rosen disse em um e-mail, nesta quarta-feira, que a Chita morta na véspera de Natal parece ser também uma “impostora”. “Receio que qualquer chimpanzé que tenha, de fato, dividido a cena com Weissmuller e O’Sullivan esteja morto há muito tempo”, disse Rosen.

De acordo com Debbie Cobb, a Chita do Suncoast morreu vítima de insuficiência renal e foi cremada. “Infelizmente, houve um incêndio em 1995 que destruiu muitos documentos”, lamentou ela. “Eu tenho 51 anos e conheço Chita desde sempre. Minha primeira lembrança é da época em que eu estava, na verdade, com cinco anos de idade, e ele era um chimpanzé adulto [na época]”.

O historiador do cinema Robert Osbourne afirmou que o personagem Chita “era uma das coisas que as pessoas amavam nos filmes de Tarzan porque fazia as pessoas rirem. Era sempre a parte engraçada dos filmes”. De acordo com Osbourne, Chita foi tão popular quanto o pastor alemão Rin Tin Tin e o terrier Asta, que fez sucesso na década de 1930 ao aparecer em filmes como “A ceia dos acusados”, “A comédia dos acusados” e “O hotel dos acusados”. “Ele [o macaco que fez Chita] era a principal estrela”, continuou o pesquisador.

No santuário da Flórida, Chita era extrovertido, adorava fazer pinturas com seus dedos e gostava de ver pessoas rirem, informou Cobb. Mas o chimpanzé também podia ser mal-humorado. Cobb conta que, quando não gostava de algo, Chita arremessava fezes e outros objetos.

G1