terça-feira, 5 de maio de 2015

Ex-Vereador Hilton Pontes Morre em São Luís

Hilton Ponte ao lado de Samuel Nistron e Delmar Carneiro

O ex-vereador Hilton Ponte acaba de falecer em São Luís. O ex-parlamentar tinha problemas cardíacos e estava internado no Hospital São Luís, vindo a falecer no final da tarde de hoje. A família deve informar detalhes sobre o velório e sepultamento que acontecerão em Chapadinha.   

Belezinha Sugere a Famílias que Vendam Casas Para Custear Faculdade de Medicina dos Filhos


A questão da faculdade particular de medicina a que Chapadinha concorre continua rendendo assunto na mídia e no meio político locais. No momento em que muitos foram levados a crer que se tratava de Universidade Pública e que sua vinda já era dada como certa, uma matéria deste blog demonstrou tratar-se de uma faculdade particular e que a “assinatura história da garantia do sonhado curso”, era apenas uma candidatura ainda passível de análises de condições, verificações e vistorias no próprio município.

Defesa do Curso
A defesa do curso ficou por conta da prefeita Belezinha, da presidente da Câmara Márcia Gomes / PR e do vereador oposicionista Eduardo Braga / PT.

Eduardo Braga reconheceu como corretas as informações do Blog e defendeu a vinda do curso mesmo sendo uma faculdade particular e acesso restrito. Mesmo assim Braga argumenta que haveria benefícios para Chapadinha e se comprometeu a lutar junto ao governo federal pela vinda do curso. Em entrevista que demonstrou desconhecimento do tema e usando frases como “eu acho” e “deve ser”, Márcia Gomes também defendeu o curso, em entrevista à Rádio Mirante.

Venda Sua Casa! Retorno Garantido
Belezinha usou a Rádio Mirante para taxar as informações do blog de torcida contra, mas teve que reconhecer que a faculdade pretendida era particular. Especulando ser possível a faculdade particular vir a Chapadinha cobrando uma mensalidade com valor abaixo do praticando pelo UNICEUMA, que custa R$ 6.990,90, a prefeita disse que o curso valeria o investimento e aconselhou famílias a venderem bens como casas e veículos para custear o curso cujos ganhos financeiros garantiriam retorno ao formando em menos de um após a conclusão.

Já que não preciso nem comentar a destrambelhada dica da prefeita Belezinha para o custeio do curso mediante venda do patrimônio, já aqui temos poucas famílias possuidoras de tantos imóveis que possam vender e continuar tendo onde morar.

Nada Contra...
Em texto anterior já disse que apesar de bem menores que os ganhos da propagando oficial o curso é capaz de trazer algum desenvolvimento. Por isso - sem o mesmo entusiasmo dos governistas - não sou contra a vinda do curso de medicina ou de engenharia mecatrônica mesmo se a mensalidade for de 10 mil reais, porque há de ter alguém que possa pagar tal valor sem ter que vender seu imóvel pra Belezinha e passar a morar debaixo da ponte.


Tem o lendário poder da minha torcida... Mas isso é assunto pra outro texto. 

Levi Pontes Destaca Inspeção do Ministério Público em Hospital de Coroatá


O deputado Levi Pontes (Solidariedade) destacou, na sessão desta terça-feira (5), a visita de inspeção realizada por integrantes do Ministério Público Estadual ao Hospital Macrorregional de Coroatá.

Em seu discurso, o deputado informou que, por designação da procuradora geral de Justiça, Regina Lúcia de Almeida Rocha, e do coordenador geral do Ministério Público do Maranhão, Suvamy Vivekananda Meireles, os promotores de justiça Vicente Gildásio Leite Júnior e Williams Silva de Paiva, titulares da 2ª e 4ª Promotorias de Justiça de Caxias, iniciaram investigação a respeito de quatro mortes ocorridas no dia 18 de abril passado, no Hospital Macrorregional Alexandre Mamede Trovão, em Coroatá.

Segundo Levi Pontes, os promotores de justiça Vicente Gildásio e Williams de Paiva juntaram-se à promotora de justiça Patrícia Pereira Espínola, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Coroatá, para apurar os fatos. De acordo com informações divulgadas na imprensa, as mortes teriam ocorrido por falhas no sistema de fornecimento de oxigênio aos pacientes da UTI do hospital.

Além das notícias na imprensa, o Ministério Público recebeu, dia 28 de abril, uma representação assinada por vereadores de Coroatá, na qual solicitam a investigação das mortes.

Levi Pontes leu na tribuna uma nota do Ministério Público que informa que as primeiras medidas tomadas pelos promotores foram a requisição de todas as cópias integrais dos prontuários médicos dos pacientes falecidos no dia 18, dando prazo de cinco dias à direção do hospital.

Segundo ele, os promotores fizeram uma inspeção in loco no hospital, na última quinta-feira, e lá ouviram o diretor clínico do Hospital, o diretor administrativo e quatro usuários, escolhidos aleatoriamente. E, de acordo com os diretores, não houve qualquer tipo de interrupção ou diminuição de fornecimento de oxigênio aos pacientes no dia 18 de abril.

Eles negaram, também, que tenha havido falhas no fornecimento de energia elétrica, ressaltando que o hospital possui gerador de energia sobressalente para estes casos. Ainda, segundo os diretores, a empresa responsável pelo fornecimento do oxigênio mantém quatro técnicos para o acompanhamento do serviço, em regime de revezamento.


Ao encerrar seu discurso, Levi Pontes assinalou que, segundo o Ministério Público, os pacientes e familiares ouvidos manifestaram-se satisfeitos com o atendimento médico recebido no hospital e não relataram nenhum conhecimento sobre qualquer problema relativo ao fornecimento de oxigênio aos pacientes. 

Levi Pontes e Ademar Juntos no 1º de Maio em Anapurus

Deputado Levi Pontes Falando aos Trabalhadores

O deputado Levi Pontes (Solidariedade) comemorou o dia 1º de maio ao lado dos trabalhadores rurais de Anapurus, prestigiando evento a convite do vice-prefeito e presidente do STTR Ademar.

O evento, que aconteceu na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Anapurus e  contou com público estimado em mais de mil pessoas. Na oportunidade o deputado Levi destacou a importância da classe trabalhadora no desenvolvimento do Brasil e defendeu políticas públicas em prol do homem do campo.

Levi também fez questão de ressaltar a liderança do vice-prefeito Ademar como político e líder sindical mencionando sua força eleitoral não só na categoria que representa como sindicalista, mas perante todo à população de Anapurus.

Ademar Vice-Prefeito e Líder Sindical
Ainda durante a reunião o articulador político do Governo do Estado na Região do Baixo Parnaíba, Irmão Gomes, lembrou que dentre as lideranças do município Ademar foi aliado de primeira hora do governador Flávio Dino e que por isso e pelas qualidades que tem ele (Ademar) tinha a simpatia e a aprovação de toda a militância e eleitorado favorável à mudança no Maranhão.


Ademar agradeceu a presença de todos e disse que com equilíbrio e buscando sempre unir as forças de oposição se coloca à disposição da população para os desafios futuros.  




segunda-feira, 4 de maio de 2015

Jornalista Carioca Lamenta Falta de Apoio de Belezinha a Trabalho Cultural em Chapadinha

Fotos de Geraldo kosinski

O renomado fotógrafo carioca Geraldo Kosinski que está rodando por todo o Maranhão para documentar suas paisagens, culturas, modos e gente, com o trabalho batizado de “Um Maranhão de Cabeça, Tronco e Membros” reclama da falta de apoio da prefeita Belezinha que dificultou a inclusão de Chapadinha no livro de reportagens fotográficas que está produzindo e que será divulgado em todo Brasil, Estados Unidos e Europa. Leia abaixo o desabafo do fotógrafo e jornalista Geraldo Kosinski, divulgado por meio de sua página no Facebook.

“Prezados amigos, lamentavelmente tive que deixar Chapadinha sem alcançar completamente o meu objetivo: o de fotografar aspectos da cultura, o modo de vida de seu povo e o meio ambiente em que vivem, tal como já realizei em 82 municípios maranhenses.

Cabe destacar que esta foi a segunda vez que estive em Chapadinha, com esse intuito, porém sem sucesso. Sendo que primeira vez permaneci três dias e agora cinco dias.

Isso se deu exclusivamente pela falta de apoio da Prefeita Dulcilene Belezinha, que me deixou tomar “chá de cadeira” sem qualquer resposta ao meu pedido de apoio para a realização do trabalho que consistia apenas em um local para hospedagem e transporte para me conduzir às localidades do Município.

A Secretária da Cultura Leandra Lima, foi quem me recebeu e após reconhecer a importância do trabalho, tentou viabilizá-lo, mas informou que sem o aval da Prefeita não poderia autorizar, pois não tem qualquer autonomia decisória.

Qual será, então, o papel das secretarias da Prefeitura e dos respectivos titulares dos cargos uma vez que não podem decidir sobre suas atribuições?

Que se eliminem as secretarias e que a Prefeita Dulcilene Belezinha tome as decisões sozinha, como já o faz. Assim sendo, quem sabe, somando -se os recursos dos impostos pagos pelos cidadãos com os recursos destinados aos salários dos cargos que servem de cabide de emprego para os amigos da Prefeita, sejam destinados às prioridades como “operação tapa buracos”, melhoria das instalações da Rodoviária, segurança pública e demais prioridades que a população insatisfeita reivindica e que a Prefeita Dulcilene Belezinha tão bem tem conhecimento, uma vez que “desgoverna” e fiscaliza circulando pela cidade em sua caminhonete da Toyota SW4 com ar refrigerado, a despeito de em sua administração ter sido constatada vários escândalos e irregularidades, de conhecimento público e que circula na imprensa, tais como:

-O Ministério Público do Maranhão instaurou o procedimento investigatório criminal nº 01/2014 de 19/08/2014, em desfavor da Prefeita Belezinha por não haver entregado a prestação de contas, do exercício 2013;

-Contratação da assessora da Prefeita após passar, sem ao menos haver pago a taxa de inscrição, no Concurso Machado de Assis o qual foi suspenso depois de constatado a irregularidade;

-Aluguel de carros de uma empresa que é conhecida em Chapadinha atuando no ramo de malharia após ter ser sido obrigada a cancelar o contrato de locação de veículos com outra empresa que não funcionava no endereço indicado e cujos sócios-proprietários eram funcionários públicos municipais e beneficiários do “Bolsa Família” em Tutoia;

-No período eleitoral de 2012 a então candidata Ducilene Belezinha alegou o fato de já ser rica e prometeu jamais empregar parentes na prefeitura, mas em janeiro de 2013 a nomeação de uma irmã como tesoureira veio a público;

-A Promotoria de Chapadinha determinou abertura de Inquérito Civil Público contra a Prefeita Belezinha para apurar denúncia de improbidade por conta do caso do Caminhão de Lixo e a relação da prefeitura com uma empresa contratada;

-Suspeita superfaturamento e direcionamento no uso de verbas federais em um programa da Secretaria de Educação de Chapadinha o PDDE Mais Educação que visa ampliar a jornada nas escolas públicas;

Diante dos fatos, a cultura não é prioridade da Prefeita que é incapaz de se sensibilizar com um trabalho como este que já realizei em 82 municípios e que visa mostrar a vida do povo do Maranhão, sua cultura e meio ambiente e, que com certeza, servirá como referência de estudos para as futuras gerações de maranhenses. É uma pena, pois deixei de registrar importantes aspectos da cultura local como remanescentes de comunidades quilombolas, entre outros.


- Investir em CULTURA para quê??!! Não é, Prefeita Ducilene Belezinha??”

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Reunião Confirma Volta do Galo da Chapada



Por: Blog do Foguinho, 01 de maio de 2015.

Na noite de quinta-feira, 30 de abril, foi realizado uma grande reunião para marcar o retorno do time “Galo da Chapada” que pretende mais uma vez disputar os campeonatos e brilhar nos gramados maranhense.

A reunião que foi realizada no auditório do Chapadinhense Hotel, contou com  a presença de diversos torcedores e apaixonados pelo o “Galo” que se emocionaram ao ver o anuncio da volta do time para representar o Chapadinha Futebol Clube.

Estiveram presente diversas personalidades e admiradores como; Técnico Santos, Major Edvaldo Mesquita, Major Glauber Miranda, vereador Nonato Baleco, vereador Eduardo Braga, Dr. Sebastião Pinheiro, Secretário Adjunto de esporte, Nunes, empresário Barra do Corda, Alex Marinho, Irmão Gomes, Dr. Élcio, deputado Paulo Neto e deputado Dr. Leví Pontes.

O empresário Barra do Corda que tem uma malharia e produz uniformes para times de futebol em todo Maranhão, patrocinou todo o uniforme para o time do Galo. O uniforme foi apresentado e aprovado por todos os presentes.

O Deputado Paulo Neto e o deputado Leví Pontes disseram que estão prontos para dialogar com a prefeita Belezinha com o intuito de receber apoio do poder público municipal e ajudar com o time que pretende mais uma vez levar o nome de Chapadinha ao pódio mais alto do futebol maranhense.

Na reunião ficou formada uma comissão de 10 pessoas para avaliarem os nomes que poderão participar da nova diretoria que será votada sexta-feira, dia 08, na Câmara Municipal de vereadores. A eleição começará as 19:30h.





















quarta-feira, 29 de abril de 2015

Governo do Estado Fiscaliza Convênios com Prefeituras


O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid) está realizando supervisão técnica em obras contratadas por meio de convênios firmados entre o governo do Estado e municípios, nos exercícios de 2013 e 2014. Dentre os convênios fiscalizados estão obras como pavimentação, serviço de abastecimento de água, construção de praças entre outros.
Por determinação do governador Flávio Dino e da secretária de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Flávia Alexandrina Moreira, a equipe técnica da Secid, que é composta por arquitetos e engenheiros, realizou um levantamento das informações sobre os 543 convênios celebrados nos respectivos anos.

A Secretaria das Cidades já realizou 306 vistorias em 107 municípios e de acordo com o secretário adjunto de Desenvolvimento Urbano, Alfredo Costa, a fiscalização tem como finalidade constatar o cumprimento de todas as exigências contidas nos contratos e projetos de engenharia apresentados na celebração dos convênios.